Desapontado, Tuchel revela que Neymar já queria sair do PSG antes da Copa América


O alemão Thomas Tuchel, treinador do Paris Saint-Germain, deu nesta terça-feira as primeiras declarações sobre a possível saída de Neymar da equipe. Na zona mista do estádio Rudolf-Harbig, em Dresden, na Alemanha, onde o time francês goleou o Dynamo Dresden por 6 a 1, no primeiro amistoso de pré-temporada, o técnico disse estar muito decepcionado com o brasileiro e revelou que sabia do desejo dele de deixar o clube ainda antes da Copa América.

“Estou sempre desapontado se um jogador está atrasado. Mas para nós está tudo claro, agora é entre o clube e Neymar, estamos trabalhando juntos. Ele queria sair sim antes da Copa América, mas agora é algo entre o clube e o jogador”, revelou o treinador.

Independente da situação, Thomas Tuchel confirmou que pretende levá-lo para o período de 10 dias da pré-temporada do clube na China. “Acho que sim (Neymar vai viajar). Ele voltou ontem (segunda-feira), treinou dois dias. Os outros jogadores se prepararam durante uma semana para jogar hoje (terça). Agora é a vez do Neymar. Depois disso, sim, ele está pronto, na minha opinião, para viajar conosco para China”, comentou.

Por fim, o alemão reafirmou que, por ter Neymar nos treinamentos, conta com o jogador nessa pré-temporada. “Eu não sei o que vai acontecer, é uma coisa entre o clube e o Neymar. Eu sou o treinador, e ele é meu jogador. Se ele estiver no vestiário, ele é meu jogador. Vou trabalhar com ele”, finalizou.

O Paris Saint-Germain ainda disputará um amistoso de pré-temporada na Alemanha. Será neste sábado contra o Nuremberg, da elite alemã, em Nuremberg, ainda sem a presença de Neymar. Depois, a equipe começará uma turnê pela China a partir do dia 24, que será encerrada com a disputa da Supercopa da França contra o Rennes, em 3 de agosto, na cidade de Shenzhen. Neste jogo, o brasileiro não poderá atuar por estar suspenso.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora