Dedé aposta no clima positivo com a chegada de Ceni para Cruzeiro voltar a vencer


O Cruzeiro não vence uma partida desde 11 de julho, quando marcou 3 a 0 no arquirrival Atlético-MG, pelo primeiro jogo das quartas de final da Copa do Brasil. De lá para cá, foram nove jogos. Neste domingo, o duelo será contra o líder Santos, às 16 horas, no Mineirão. Para o time quebrar esta sequência ruim de resultados, o zagueiro Dedé aposta no pensamento positivo que tomou conta do elenco com a chegada de Rogério Ceni, que fará sua estreia no comando técnico da equipe mineira.

“A vitória é o que mais está no nosso pensamento, no nosso trabalho do dia a dia. É a chegada de um cara importante (Rogério), substituindo outro (Mano Menezes) tão importante que saiu. Uma forma de treinar se impondo como líder que foi enquanto atleta, isso já nos fez ter aquele respeito. Estamos com um pensamento muito positivo, sabemos da dificuldade de se jogar contra o líder, que tem uma forma de jogar muito interessante, mas estamos trabalhando muito essa semana”, disse o experiente zagueiro, que destacou o trabalho intenso realizado durante toda a semana na Toca da Raposa.

“Chega um novo treinador, uma nova filosofia e uma nova oportunidade. Então foi uma semana diferente de trabalho, estamos treinando sem saber quem vai começar, e isso mexe com o jogador para trabalhar um pouco mais, para ganhar seu espaço. Foi uma semana muito forte em termos de treinamento, e estamos bem satisfeitos com a situação, com o crescimento e com o rendimento que tivemos ao longo da semana. Hoje já temos um novo tipo de trabalho”, afirmou Dedé, que considera o desafio de encarar o líder do campeonato uma grande oportunidade para o elenco mineiro dar a volta por cima.

Em seu primeiro jogo na direção do Cruzeiro, Rogério Ceni não divulgou a equipe que vai a campo domingo, diante do Santos, após o treino desta sexta-feira. A imprensa só pôde acompanhar os primeiros 25 minutos da atividade.

Thiago Neves e Fred, suspensos no empate, por 2 a 2, com o Avaí, em Santa Catarina, no domingo, estão liberados pera jogar, mas apenas o meia deverá ser titular na vaga de Marquinhos Gabriel ou de Robinho. Sassá deve ficar no ataque.

O time provável para o Cruzeiro iniciar o jogo com o Santos: Fábio; Orejuela, Dedé, Léo e Egídio (Dodô); Henrique, Ariel Cabral, Robinho (Marquinhos Gabriel) e Thiago Neves; Pedro Rocha e Sassá.

O Cruzeiro está na zona de rebaixamento, em 17º lugar, com apenas 11 pontos. São duas vitórias, cinco empates e sete derrotas neste Brasileirão até agora.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora