De olho na Libertadores, Athletico-PR encara Chapecoense com time reserva


De olho na Copa Libertadores, o Athletico-PR já sinalizou que vai poupar seus titulares para o jogo contra a Chapecoense no próximo domingo, às 11 horas, na Arena Condá, em Chapecó, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro.

Nem mesmo a derrota recente para o Fortaleza, por 2 a 1, fez o técnico Tiago Nunes mudar de ideia: o grande objetivo do clube é confirmar a liderança do Grupo G contra o Boca Juniors na próxima quinta-feira, às 21h30, na Argentina, na rodada final da fase de grupos da Libertadores.

Na sexta-feira todos os jogadores do elenco trabalharam em campo e Tiago Nunes deu indícios de que o zagueiro Thiago Heleno, o volante Wellington e o meia Tomás Andrade podem começar o jogo. Apesar de os três estarem no time titular do Athletico, eles não atuaram nas últimas três partidas e precisam recuperar o ritmo de jogo.

Wellington pode ser improvisado na lateral-direita, com Léo Cittadini e Erick no meio de campo. Madson e Camacho estão sob cuidado dos médicos e foram descartados para os dois jogos, contra Chapecoense e Boca Juniors.

O Athletico teve ainda um último treino no sábado de manhã para definir os detalhes finais, principalmente de posicionamento. “Para ser campeão, a gente precisa vencer fora. Todas as equipes que foram campeãs tiveram uma regularidade fora. Para a gente sonhar alto, G-2, G-4 ou ser campeão, precisamos vencer como visitante. Temos a meta de pontos e precisamos correr atrás disso”, avisa Nikão, que deve ficar no banco neste domingo.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora