Cruzeiro demite técnico Adilson Batista após derrota em casa para o CRB


A dura derrota por 2 a 0 para o CRB, na quarta-feira, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, representou o fim da passagem do técnico Adilson Batista pelo Cruzeiro. Nesta quinta, dia seguinte ao tropeço no jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil, a diretoria do clube definiu a demissão do treinador.

Essa passagem de Adilson Batista pelo Cruzeiro durou cerca de quatro meses. O treinador assumiu o time quando faltavam três rodadas para o encerramento do Campeonato Brasileiro de 2019 e não conseguiu evitar o rebaixamento, perdendo todos os últimos compromissos da equipe na competição.

Ainda assim, seguiu à frente do Cruzeiro para a temporada de 2020. Com um elenco bastante reformulado em comparação ao do ano passado, principalmente por causa da saída dos seus principais nomes, precisou apostar em um time que tem como base jogadores formados no próprio clube.

Os resultados, porém, não vinha sendo bons, tanto que o Cruzeiro está fora da zona de classificação às semifinais do Campeonato Mineiro – é apenas o quinto colocado. E com a derrota para o CRB no Mineirão, ficou em situação bastante complicada para avançar à quarta fase da Copa do Brasil.

No total, o Cruzeiro somou quatro vitórias, quatro empates e seis derrotas na segunda passagem de Adilson Batista pelo clube. A anterior foi entre 2007 e 2010, com a conquista de dois títulos estaduais, em 2008 e 2009, além do vice-campeonato da Copa Libertadores também em 2009.

O nome do substituto de Adilson Batista ainda não foi definido. O time voltará a jogar neste domingo, quando vai encarar o Coimbra, pela nona rodada do Campeonato Mineiro, no estádio Independência, em Belo Horizonte.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora