Corinthians deve receber proposta da Itália pelo zagueiro Gil


O Corinthians deve receber uma proposta do futebol italiano pelo zagueiro Gil nas próximas semanas. Um empresário deve cuidar da intermediação entre a equipe europeia e o agente do atleta, Carlos Leite, para depois apresentar à diretoria do clube do Parque São Jorge os valores para a possível transferência do defensor de 28 anos.

Gil tem 90% dos direitos econômicos pertencentes ao Corinthians. O restante é do Valenciennes, da França, ex-clube do jogador, que chegou ao time paulista em 2013. Na última temporada ele foi um destaques da equipe campeã brasileira e se firmou nas listas de convocados do técnico Dunga para a seleção brasileira.

O intermediário na negociação é Nilson Moura, sócio do empresário Fernando Garcia, que cuida das carreiras de jovens jogadores do elenco, como Guilherme Arana e Malcom. Dias atrás o Corinthians recebeu sondagens do Mônaco pelo defensor, que toparia pagar R$ 15 milhões para ter Gil.

Enquanto isso, a diretoria busca reforços pontuais. De acordo com o presidente Roberto de Andrade, o clube não deve ter mais do que quatro novos jogadores em 2016 em relação ao time campeão brasileiro deste ano. Na previsão orçamentária para o próximo ano apresentada aos conselheiros, a diretoria prevê gastar R$ 10 milhões em reforços.

Depois de Marlone, a diretoria deve anunciar nos próximos dias a contratação do meia Alan Mineiro, que disputou a última Série B do Campeonato Brasileiro pelo Bragantino. O time do interior paulista já chegou a anunciar a transferência do jogador, mas o Corinthians ainda não trata o negócio como oficial.

Não estava nos planos do técnico Tite perder o meia Jadson para o Tianjin Songjiang, da China. Por isso, a diretoria está em busca de outro meia. Na zaga também deve ser reforçada depois da saída de Edu Dracena. Insatisfeito com o reserva, o zagueiro pediu para ter o seu contrato rescindido na semana passada e acertou com o Palmeiras.

O quarto reforço deverá ser um atacante para disputar vaga com Vagner Love. Se a diretoria não conseguir vender Alexandre Pato, o jogador deverá ser reintegrado ao elenco para participar da pré-temporada nos Estados Unidos, a partir do dia 13 de janeiro.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora