Com propostas em mãos, Júnior Todinho tem futuro incerto no Guarani


O Guarani vai precisar fazer muito esforço para segurar Júnior Todinho na Série B do Campeonato Brasileiro. Valorizado pelo ótimo início no Campeonato Paulista, com cinco gols em oito jogos, o atacante já atrai propostas de outros clubes do País e fica com permanência bem incerta no estádio Brinco de Ouro da Princesa.

De acordo com o empresário Diogo Silva, há quatro ofertas oficiais em mãos, o que aumenta possibilidade de saída ao fim do contrato, em 30 de abril. Até o momento, todavia, nenhum contato foi feito pelo departamento de futebol.

“A prioridade é toda do Guarani, com opção de oferecer a renovação. Foi o clube que abriu as portas para o Todinho e, se tiver interesse na permanência, vamos ouvir. O bom desempenho no Paulistão já atraiu ofertas de quatro times, sendo três da Série B e um da Série A”, pontuou o agente.

Outra possibilidade, vista com bons olhos por estafe e jogador, é a transferência a algum mercado alternativo a partir de maio. Os possíveis destinos sob análise são Japão, Coreia do Sul, Emirados Árabes Unidos e Catar.

Júnior Todinho é muito bem avaliado por Carpini e pelo Conselho de Administração. Sem condições financeiras de competir com mercado internacional, tampouco com clubes da Série A, Guarani tem um trunfo para tentar viabilizar a permanência: Michel Alves.

Superintendente de futebol tem ótimo relacionamento com o empresário do camisa 29, nascido desde os tempos de Cuiabá.

Em Mato Grosso, foi o ex-goleiro, inclusive, quem apostou na contratação do jogador e colheu bons resultados na última Série B – até fratura no osso do rosto, afastando-o dos dois últimos meses da temporada.

De acordo com informações apuradas, a única forma de manter Júnior Todinho é oferecer valorização salarial, o que provavelmente vai ultrapassar o teto, além de contrato longo, por, pelo menos, dois anos.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora