Com pênalti, Corinthians empata com o Goiás

Foi o quarto jogo seguido em que o Corinthians saiu de campo sem vencer; mesmo com o empate, time segue no G4, com 44 pontos


Foto: Carlos Costa - Futura Press - Estadão Conteúdo
Atacante marcou o gol de pênalti no último lance do jogo

Com caras novas em relação às últimas partidas, o Corinthians contou com um pênalti assinalado com o auxílio do árbitro de vídeo nos acréscimos para não sair de campo derrotado e empatou com o Goiás por 2 a 2, nesta quarta-feira, no Serra Dourada, pela 26.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Foi o quarto jogo seguido em que o Corinthians saiu de campo sem vencer. Neste período, o time de Fábio Carille empatou três vezes e perdeu uma partida. Mesmo assim, permanece no G4, com 44, um a mais que o São Paulo, o quinto. O Goiás, um dos melhores do returno, se manteve no nono lugar, com 37 pontos.

As sete mudanças que Carille promoveu no time deram resultado favorável apenas no começo do jogo, de modo que seus comandados melhoraram a produção ofensiva. Um dos poucos que aproveitou a chance a ele dada foi Janderson. Cria da base alvinegra, o jovem atacante de 20 anos deu criatividade e velocidade à equipe, e o mais importante: aos dez minutos marcou seu primeiro gol pelo time principal completando na pequena área uma bonita trama que envolveu Pedrinho, Fagner e Gustavo.

O lapso de bom futebol do alvinegro, porém, se restringiu à primeira metade da etapa inicial. Com o adversário recuado, o Goiás foi ao ataque e recorreu a Michael. Craque do time esmeraldino, o atacante fez o que dele se esperava aos 36 minutos quando avançou pela esquerda, cortou para o meio e acertou um lindo arremate que morreu no ângulo esquerdo de Cássio para marcar seu sexto gol no torneio e empatar a partida.

Nos últimos 45 minutos, o Corinthians apresentou uma piora física, tática e técnica e acabou dominado pelo Goiás, que empilhou chances perdidas com Yago Felipe, Rafael Vaz e a mais inacreditável delas com Michael, que trombou com Cássio e chutou para fora, mesmo com o gol aberto. Até que Leandro Barcia apareceu para marcar de cabeça aos 25 e deixar os goianos na frente.

No final, o time mandante ficou com um a menos depois que Michael levou o vermelho direto por um carrinho duro em Régis e viu sua vantagem ser desfeita nos acréscimos a partir de um lance fortuito. O árbitro entendeu que houve toque na mão de Dudu em disputa de bola na área e assinalou a penalidade depois de ver o lance no monitor. Gustavo converteu e a partida terminou empatada.

Na próxima rodada do Campeonato Brasileiro, a 27.ª, o Corinthians recebe o Cruzeiro no sábado, às 19 horas, e o Goiás visita a Chapecoense na Arena Condá, no domingo, no mesmo horário.

FICHA TÉCNICA
GOIÁS 2 x 2 CORINTHIANS

GOIÁS – Tadeu; Yago Rocha, Fábio Sanches, Rafael Vaz e Jefferson; Gilberto Júnior (Breno), Leo Sena (Dudu) e Yago Felipe; Michael, Rafael Moura e Leandro Barcia (Papagaio). Técnico: Ney Franco.

CORINTHIANS – Cássio; Fagner, Bruno Méndez, Gil e Carlos Augusto; Ralf, Sornoza (Vagner Love), Pedrinho (Régis), Mateus Vital e Janderson (Jadson); Gustavo. Técnico: Fábio Carille.

GOLS – Janderson, aos 10, e Michael, aos 37 minutos do primeiro tempo. Leandro Barcia, aos 25, e Gustavo, aos 51 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Wagner do Nascimento Magalhães (Fifa/RJ).

CARTÕES AMARELOS – Fábio Sanchez e Leandro Barcia (Goiás); Bruno Méndez, Sornoza, Cássio e Gil (Corinthians).

CARTÕES VERMELHOS – Michael e Rafael Moura (Goiás).

RENDA – R$ 508.200,00.

PÚBLICO – 15.029 pagantes.

LOCAL – Serra Dourada, em Goiânia (GO).

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora