Com força máxima, Corinthians pega Ceará para selar classificação

Mesmo depois de ter vencido o duelo de ida por 3 a 1, em Fortaleza, o técnico Fábio Carille optou pela manutenção da equipe titular


Foto: Daniel Augusto Jr - Ag. Corinthians
O técnico do Corinthians surpreendeu ao não mexer em nenhuma das outras peças

O Corinthians vai enfrentar o Ceará com força máxima nesta quarta-feira, às 21h30, em Itaquera, no jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil. Mesmo depois de ter vencido o duelo de ida por 3 a 1, em Fortaleza, o técnico Fábio Carille optou pela manutenção da equipe titular.

A exceção será o zagueiro Manoel, que deslocou o ombro por duas vezes no clássico com o Santos. O jogador realizou exames que não detectaram lesão. Mas, nesta terça-feira, ele ficou fora do treino no gramado e será substituído por Marllon.

O técnico do Corinthians surpreendeu ao não mexer em nenhuma das outras peças. Isso porque ele vinha revezando os jogadores de meio-campo e ataque. Entretanto, desta vez, decidiu manter Sornoza na equipe em vez de escalar Jadson e preferiu seguir com Vagner Love a dar nova oportunidade a Pedrinho.

Titular e protagonista do Corinthians nos últimos quatro jogos, o atacante Clayson também segue no time e comentou sobre a maratona de jogos enfrentada pela equipe. “A gente quer continuar em campo, quer ajudar. O treinador, junto com a comissão técnica, analisa a parte física e fisiológica dos atletas. Eles é que sabem se é hora de poupar ou não”, disse o jogador em entrevista coletiva nesta terça.

O Corinthians está há quase um mês atuando duas vezes por semana. Foram sete partidas no total desde o último dia 10, com quatro vitórias e três empates – duas dessas igualdades foram contra a Ferroviária e a equipe acabou garantindo nos pênaltis uma vaga nas semifinais do Paulistão.

Contra o Ceará, o time paulista pode perder por até um gol de diferença que vai à quarta fase. Se for superado por dois, a decisão vai para os pênaltis. O time visitante vive bom momento na temporada e está invicto há cinco partidas.

“É uma equipe muito qualificada, já sabíamos. A gente construiu uma vantagem, mas agora tem de se impor novamente. Queremos fazer um bom jogo e garantir a vaga com tranquilidade”, disse Clayson.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora