Boca empata, elimina a LDU e espera pelo River na semifinal da Libertadores


Um empate sem gols com a LDU, em La Bombonera, nesta quarta-feira, garantiu o Boca Juniors na semifinal da Copa Libertadores pela décima vez neste século. No jogo de ida, em Quito, os argentinos haviam vencido por 3 a 0. Campeão em 1977, 1978, 2000, 2001, 2003 e 2007, o Boca espera o vencedor do duelo entre River Plate e Cerro Porteño, que se enfrentam nesta quinta-feira, em Assunção, no Paraguai.

A partida não teve gols, mas foi marcada pelas lesões musculares de Eduardo Salvio e Ramón
Ábila, do Boca, e a fratura de tornozelo direito de Christian Cruz, da LDU.

Apesar da grande vantagem obtida no jogo de ida no Equador, o Boca iniciou em busca do gol. Logo aos oito minutos, Ábila, após assistência de Alexis Mac Allister, levou perigo ao goleiro Adrián Gabbarini. Lisandro López, em duas oportunidades, também assustou os equatorianos.

A LDU só foi chegar com perigo no gol de Esteban Andrada, aos 19 minutos, com José Ayoví, após falha do zagueiro Weigandt.

No segundo tempo, o ritmo do jogo ficou menos intenso, mas aos 11 minutos, o colombiano Sebastián Villa acertou o travessão na melhor oportunidade do jogo para o Boca Juniors.

Com o desinteresse do Boca, a LDU poderia pelo menos ter feito seu gol de honra, mas Julio Santos cabeceou para fora, enquanto Jhojan Julio Palacios, livre, foi travado por Lisandro López no momento do arremate.

Aos 34, o italiano Daniele De Rossi entrou no lugar de Nicolás Capaldo para delírio do público presente em La Bombonera.

Antes de um possível confronto pela Libertadores, Boca Juniors e River Plate se enfrentam neste domingo pelo Campeonato Argentino. Após quatro rodadas,o Boca soma dez pontos na liderança, ao lado do San Lorenzo, enquanto o River é o quinto colocado, com sete pontos.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora