Autuori se torna diretor do Santos e diz querer distância de negociações


O Santos confirmou e apresentou nesta segunda-feira Paulo Autuori como novo diretor do departamento de futebol do clube. Mais conhecido pelo seu trabalho como treinador, ele assume o cargo executivo com contrato válido até dezembro de 2020 e em função que abrange as categorias profissional, de base e feminina.

A ideia, de acordo com o presidente José Carlos Peres, é que Autuori atue na construção de uma estrutura no departamento de futebol que abranja profissionais, base e a equipe feminina, mas sem realizar diretamente as negociações de contratações para o elenco. “Não estarei envolvido em negociações, quero distância de negócios, não é a minha. Meu negócio é construir as coisas em conjunto”, disse.

Além disso, negou qualquer possibilidade de assumir o comando da equipe caso o cargo de técnico fique vago. Autuori, inclusive, fez elogios ao trabalho que vem sendo realizado pelo técnico Jorge Sampaoli.

“Hoje, claramente, a gestão de um clube tem a ver com a capacidade de gerir equipes transdisciplinares. O Santos está em um momento extraordinário, com um grande treinador, que eu conheço desde 2001. Sampaoli tem feito uma carreira brilhante, e não vai ser diferente aqui no Santos. Meu objetivo é gerar tranquilidade para jogadores e comissão técnica, estar sempre nessa ligação”, disse.

Assim como Peres, Autuori explicou que não chega para ocupar o cargo de Renato. O ex-jogador, que se aposentou no fim de 2018, se tornou diretor executivo do Santos nesta temporada, mas está afastado das funções no dia-a-dia por causa de problemas pessoais. Mas declarou esperar contar com a parceira do ex-meio-campista.

“O Renato é fundamental, não se pode perder a experiência de um jogador com o caráter e qualidade como ele. Estará do meu lado. Que se sinta útil e participativo durante todo o processo”, disse Autuori.

Com a chegada do “homem forte” do futebol do Santos, Peres espera que uma metodologia unificadora seja implementada em todo o departamento de futebol do clube. “Hoje é um sonho realizado trazer alguém com conhecimento para implantar essa metodologia. Eu preciso de tempo para correr atrás de coisas como o CT da base. No meu entendimento, o Santos deu um grande passo. Talvez seja a melhor contratação dos últimos anos. Futebol precisa de mudança de conceito. Parar com a mesmice”, disse o dirigente.

Autuori teve uma rápida passagem pelo Santos como técnico em 1999. Ele já trabalhou como dirigente no Fluminense e no Athletico-PR e estava desempregado desde maio, quando o colombiano Atlético Nacional o demitiu do cargo do treinador na sequência da eliminação na Copa Sul-Americana pelo clube das Laranjeiras.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora