Atlético-PR arranca empate em Barranquilla na primeira final da Sul-Americana

O Atlético-PR conseguiu um bom resultado na primeira final da Copa Sul-Americana. Nesta quarta-feira, o time paranaense arrancou um empate…


O Atlético-PR conseguiu um bom resultado na primeira final da Copa Sul-Americana. Nesta quarta-feira, o time paranaense arrancou um empate por 1 a 1 contra o Junior Barranquilla, no estádio Metropolitano Roberto Meléndez, em Barranquilla, na Colômbia. O resultado deixa tudo em aberto para a partida decisiva da competição na semana que vem.

Na próxima quarta-feira, às 21h45, o Atlético-PR receberá os colombianos na Arena da Baixada, em Curitiba, e quem vencer será o campeão inédito – os dois times nunca haviam chegado à final da Copa Sul-Americana. O empate, seja qual for o placar, levará a decisão para uma prorrogação de 30 minutos e se a igualdade persistir, o título será decidido na disputa por pênaltis.

O jogo teve dois tempos distintos. Por causa do calor em Barranquilla – o jogo começou às 19h45 no horário local -, os dois times preferiram se estudar nos primeiros minutos. O Junior Barranquilla, por jogar em casa, tentava ter mais posse de bola e buscava as pontas para fazer cruzamentos. O problema é que seu centroavante titular, Téo Gutíerrez, estava suspenso e a bola variavelmente era tirada com facilidade pela defesa brasileira.

Assim, somente um chute de Luis Díaz levou um certo perigo antes do intervalo. Depois, o jogo pegou fogo. Logo aos quatro minutos, o Atlético-PR abriu o placar. Em um lançamento para Nikão no meio de campo, Pablo avançou em velocidade. O passe do meia saiu para o atacante dominar, invadir a área e colocar a bola dentro da meta de Sebastián Vera.

Mas a alegria do Atlético-PR durou somente três minutos. Em uma bola na área atleticana, ela ficou viva, com tentativas de tirada de cabeça até que Jonathan recuo mal de cabeça. Yony González apareceu para mandar para o gol e empatar o duelo.

A partir daí, o jogo ficou elétrico e o Junior Barranquilla acelerou as jogadas ofensivas. O Atlético-PR buscava se defender para sair nos contra-ataques e uma falha de Rony, que havia entrado no lugar de Pablo, quase colocou tudo a perder. Aos 27 minutos, o atacante fez pênalti em Germán Gutiérrez. Na cobrança, Rafael Pérez encheu o pé no meio do gol e a bola bateu no travessão e foi para fora da área. A trave até balançou e o goleiro Santos nem se mexeu.

Até o final, o time colombiano pressionou e só conseguiu criar boas chances nos últimos minutos. Em duas delas, em chutes de Luis Ruiz e Jarlan Barrera, Santos fez defesas importantes e garantiu o empate em Barranquilla.

FICHA TÉCNICA

JUNIOR BARRANQUILLA 1 x 1 ATLÉTICO-PR

JUNIOR BARRANQUILLA – Sebastián Viera; Marlon Piedrahita, Jefferson Gómez, Rafael Pérez e Germán Gutiérrez; Luis Narváez (Sebastián Hernández), James Sánchez (Moreno), Víctor Cantillo e Jarlan Barrera; Yony González (Luis Ruiz) e Luis Díaz. Técnico: Julio Comesaña.

ATLÉTICO-PR – Santos; Jonathan, Thiago Heleno, Léo Pereira e Renan Lodi; Bruno Guimarães, Lucho González (Marcinho), Raphael Veiga (Wellington) e Nikão; Marcelo Cirino e Pablo (Rony). Técnico: Tiago Nunes.

GOLS – Pablo, aos 4, e Yony González, aos 7 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Thiago Heleno, Bruno Guimarães e Léo Pereira (Atlético-PR).

ÁRBITRO – Diego Haro (Fifa/Peru).

RENDA – Não disponível.

PÚBLICO – 33.795 pagantes (38.094 no total).

LOCAL – Estádio Metropolitano Roberto Meléndez, em Barranquilla (Colômbia).

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!