André Luiz brilha e garante vitória no Décio Vitta

Equipe se recupera de derrota na rodada de estreia, bate o Penapolense por 1 a 0 e assume a vice-liderança


Em tarde chuvosa e de pouco futebol em Americana, o Rio Branco contou com a qualidade de seu camisa 10 para vencer pela primeira vez na segunda fase da Copa Paulista. Com belo gol de André Luiz no final da partida, o Tigre bateu o Penapolense por 1 a 0, nesta quarta-feira (30), no estádio Décio Vitta, e assumiu a vice-liderança do Grupo 7 após duas rodadas, com três pontos.

Foto: Sanderson Barbarini / Foco no Esporte
Golaço do camisa 10, já na reta final da partida, garantiu a primeira vitória ao Rio Branco na segunda fase da Copa Paulista
A equipe só está atrás do Paulista, que arrancou empate por 1 a 1 com o Nacional, em São Paulo, e chegou aos quatro pontos.

No próximo sábado, o time comandado por William Sander volta a jogar em casa, diante do Nacional, às 19 horas. No mesmo dia, o Penapolense visita o Paulista, em Jundiaí, às 16 horas. Uma hora antes de o jogo ter início, uma forte chuva deixou o gramado encharcado, mas o bom sistema de drenagem do DV funcionou e a partida começou sem atrasos. Ainda assim, a bola chegou a parar em algumas poças nos minutos iniciais.

O jogo

O Rio Branco explorou demais o lado esquerdo na primeira etapa. O lateral Nichollas e os atacantes Joãozinho e André Luiz procuravam articular as principais jogadas, mas faltou criatividade.

Aos cinco minutos, Nichollas pegou sobra de escanteio de fora da área e forçou Samuel Pires a espalmar. Aos 17, numa das poucas investidas pelo lado direito, o Tigre assustou em cruzamento de Matheus Borelli. A zaga do Penapolense furou e a bola sobrou livre para André Luiz, que pegou mal na bola e mandou para fora.

Foto: Sanderson Barbarini / Foco no Esporte
Rio Branco venceu a Penapolense por 1 a 0 nesta quarta
Aos poucos, os visitantes passaram a explorar mais o ataque. Aos 28, Kesley recebeu lançamento da intermediária e tentou de cobertura, mas Cléber Alves saiu bem e deu um tapa para afastar a bola. Aos 42, porém, o goleiro riobranquense falhou feio. Em cobrança de escanteio, ele “caçou borboletas” e deu rebote no meio da área, que Fio aproveitou e acertou o travessão.

No segundo tempo, a chuva voltou, mas o futebol do Tigre seguiu abaixo das expectativas. Com 18 segundos, Pará cabeceou com perigo e quase marcou para o Penapolense.

O próprio Pará protagonizou um lance bizarro aos 14 minutos, quando foi cobrar um escanteio, escorregou e mandou a bola na placa de publicidade que estava ao seu lado. O jogo era ruim e as duas equipes tinham dificuldade para encontrar espaços.

Restou apostar na bola parada. Aos 30, Pará cobrou falta com perigo para fora. Aos 32, a torcida riobranquense ficou na bronca com a arbitragem e pediu pênalti, depois que Renatinho tentou driblar o goleiro adversário e foi derrubado dentro da área. O juiz nada marcou.

Quando parecia que o jogo terminaria sem gols, André Luiz, em bela jogada individual, acertou lindo chute da entrada da área e marcou um golaço, aos 37: 1 a 0. Os minutos finais foram de apreensão, mas o Rio Branco conseguiu se segurar para sair com a vitória.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora