Americanense fica fora de indicação ao Puskás

Autor do “gol que Pelé não fez”, Felipe Augusto, o Biro, diz que tinha espaço entre selecionados


Foto: Anthony Cassar_CFA
Biro agradeceu às pessoas que o apoiaram na busca ao prêmio Puskás

O americanense Felipe Augusto, o Biro, ficou fora da lista de indicados para o prêmio Puskás. A relação foi divulgada pela Fifa nesta segunda-feira. Segundo o jogador, o gol que ele marcou em Malta, no mês de janeiro, tinha espaço entre os dez selecionados.

Naquela ocasião, Biro fez “o gol que Pelé não fez”, ao acertar a meta adversária com um chute de trás do meio-campo, no dia 27 de janeiro.

O atleta, que joga como meia, atuava pelo Kercem Ajax, no campeonato da Ilha de Gozo. Aquela pintura ajudou na vitória por 3 a 1 sobre o Victoria Wanderers.

“Vendo os gols, fica um pouco difícil acreditar que o meu não esteve presente, porque, a meu ver, tinha totais condições de estar lá. Foram gols bonitos, sim, os dez escolhidos, mas eu creio que o meu teria totais condições de estar lá”, disse o jogador de 24 anos, em entrevista ao LIBERAL.

O golaço de Biro repercutiu no Brasil. Houve, inclusive, uma mobilização (#FelipeAugustonoPuskás) para que o tento concorresse ao prêmio Puskás. A campanha foi repercutida pelo programa Globo Esporte, da TV Globo.

“Um pouco difícil falar nesse momento. Quem sou eu para criticar ou julgar alguma coisa? É claro que a gente queria estar nesse prêmio. Só Deus sabe o quanto eu estava esperançoso com esse prêmio”, lamentou.

Biro também agradeceu às pessoas que o apoiaram na busca ao prêmio Puskás.

“Vivi momentos incríveis durante essa campanha Fica aqui o meu agradecimento a todo mundo, do fundo do meu coração. Foi uma experiência única. Mas agora é vida que segue, é levantar a cabeça e continuar trabalhando, porque a vida não para”, afirmou.

PUSKÁS. O prêmio Puskás é concedido pela Fifa, após votação popular, ao autor do gol mais bonito da temporada. Desta vez, mesmo com a não indicação de Biro, o Brasil tem um representante entre os concorrentes: o atacante Matheus Cunha, do RB Leipzig, da Alemanha.

Ele compete com nomes de destaque no futebol mundial, como o argentino Lionel Messi, do espanhol Barcelona, e o sueco Zlatan Ibrahimovic, do LA Galaxy, dos Estados Unidos.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora