Ainda com Jardine, São Paulo ignora vantagem para buscar classificação contra CRB

Cautela é a palavra de ordem no São Paulo para o duelo da noite desta quarta-feira contra o CRB, jogo…


Cautela é a palavra de ordem no São Paulo para o duelo da noite desta quarta-feira contra o CRB, jogo de volta da 3ª fase da Copa do Brasil. O time tricolor ignora a vantagem de 2 a 0 do jogo no Morumbi, há duas semanas, ciente de que a partida na casa do adversário poder dificultar a partida.

“É um jogo perigoso”, avalia o atacante Marcos Guilherme. “Eles sabem que se fizerem um gol, o jogo muda, o clima muda. Então temos de estar concentrados e não pensar na vantagem. Para nós, é como se fosse um jogo único e temos que jogar para vencer.”

O auxiliar André Jardine, no comando interino do time enquanto o uruguaio Diego Aguirre regulariza seus documentos para poder trabalhar no Brasil, deve apostar na volta de titulares, como Cueva e Militão, poupados da última partida do time.

Mas novidades podem pintar. Assim como Caíque, Nenê, Diego Souza e Aderllan foram surpresas no último jogo, Jardine pode testar mais nomes no time – como Liziero, revelado na base e que teve oportunidade de jogar contra o Red Bull Brasil. Jucilei e Anderson Martins, recuperados de lesão, também podem ser novidade no time.

Aguirre participou da preparação do time para o jogo de hoje e, assim como foi contra o Red Bull Brasil, a tendência é que o São Paulo já mostre em campo um pouco do que a nova comissão técnica espera da equipe.

Apresentado na última segunda, o treinador adiantou que pretende estabelecer rodízios no time, a depender do rendimento e do momento de cada jogador. “É verdade que a falta de tempo para treinar é uma dificuldade, mas isso teremos de superar. Não estou pensando em fazer muitas mudanças (na equipe deixada pelo ex-técnico Dorival Junior). É uma coisa que vai depender dos trabalhos.”

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!