Afastado pelo SP, goleiro Jean é emprestado ao Atlético-GO

Vínculo é válido até o fim desta temporada, que marca a volta do time goiano à Série A do Campeonato Brasileiro


O Atlético-GO acertou o empréstimo do goleiro Jean, que teve contrato suspenso pelo São Paulo após ter sido preso nos Estados Unidos acusado de agredir a mulher, Milena Bemfica. O vínculo é válido até o fim desta temporada, que marca a volta do time à Série A do Campeonato Brasileiro. O clube goiano arcará com os salários e terá direito a 20% de uma possível futura venda do goleiro de 24 anos.

O presidente do Atlético-GO, Adson Batista, concedeu entrevista coletiva nesta segunda-feira para falar sobre o acerto com Jean. A contratação recebeu diversas críticas negativas de torcedores nas redes sociais. O dirigente, por sua vez, disse que o clube vai dar respaldo ao goleiro.

Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net / Divulgação
Jean vai defender o Atlético-GO durante a atual temporada

“As pessoas têm que aguardar a Justiça. A Justiça tem que fazer o papel dela e as pessoas precisam parar de julgar. Eu vi um jogador de alto nível que precisa recuperar a carreira. O Atlético-GO entende que esse atleta vai nos ajudar muito. Se ele cometer um equívoco, não tem condição de ficar no Atlético-GO. É página virada. O Atlético-GO tem o perfil de recuperar atletas, e o ser humano precisa de oportunidades. Ele cometeu um erro, e nós contratamos um grande profissional e vamos dar respaldo”, afirmou Adson Batista.

Jean foi preso no fim do ano passado nos Estados Unidos e deixou a cadeia depois de um dia, sem precisar pagar fiança. No boletim de ocorrência, Milena Bemfica disse ter sido agredida com oito socos. Ela divulgou vídeo em seu Instagram com o rosto inchado e com hematomas.

Após o caso, a ideia do São Paulo era rescindir o contrato. No entanto, o departamento jurídico não achou brecha para demitir o jogador por justa causa. Em caso de rescisão unilateral, o São Paulo teria de pagar todos os salários válidos até o fim de 2022, quando encerra o vínculo.

O São Paulo, então, decidiu suspender o contrato até o fim desta temporada e aguardava Jean ser procurado por outros clubes. O Ceará demonstrou interesse no goleiro, mas recuou após a repercussão negativa entre os torcedores.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora