30 de maio de 2020 Atualizado 18:02

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Esporte

Fifa espera obter em maio evidências de casos de doping na Rússia

Por Agência Estado

05 Maio 2020 às 11:30 • Última atualização 05 Maio 2020 às 14:23

A Fifa revelou, nesta terça-feira, que espera obter evidências de dados laboratoriais de Moscou ainda este mês para poder revelar o uso de doping por parte de jogadores de futebol na Rússia.

A Agência Mundial Antidoping (Wada, na sigla em inglês) está compartilhando dados, de amostras testadas de 2015 a 2019, obtidos do laboratório de testes de Moscou. O órgão disse na semana passada que 298 atletas de 27 federações internacionais estão sendo investigados.

“A Fifa participou da reunião virtual da Wada em 30 de abril e foi informada que receberá os pacotes completos dos casos até o final de maio”, informou a entidade que dirige o futebol mundial, sem especificar o número de jogadores russos flagrado entre os 298.

Fifa e Wada afirmaram antes da Copa do Mundo de 2018 na Rússia, que nenhum jogador do país anfitrião estava implicado no escândalo. “A Fifa trabalha em estreita colaboração com a Wada para concluir a investigação assim que possível”, afirmou a entidade.

Investigadores da Wada recuperaram evidências do banco de dados do laboratório de Moscou no ano passado
como um passo fundamental para resolver um escândalo que manchou vários Jogos Olímpicos, incluindo os Jogos de Inverno de 2014 em Sochi.

A Wada descobriu que os dados foram manipulados, abrindo uma nova onda de casos disciplinares em vários esportes. As autoridades russas negam qualquer envolvimento estatal e culpam a testemunha denunciante, o ex-diretor do laboratório Grigory Rodchenkov, por dirigir um programa de doping.