30 de maio de 2020 Atualizado 18:20

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Covid-19

Ex-Cruzeiro e Santos, Montillo perde pai e avô por suspeita de coronavírus

Avô tinha 91 anos e morreu na semana passada, enquanto o pai do jogador, de 60 anos, morreu nesta terça-feira

Por Agência Estado

07 abr 2020 às 21:41 • Última atualização 27 abr 2020 às 11:56

A pandemia de coronavírus pode ter provocado a morte do pai e do avô de Walter Montillo. Nesta terça-feira, a Universidad do Chile confirmou o falecimento de ambos. A causa ainda não foi revelada, mas ambos realizaram exames para a covid-19 – os testes ainda não tiveram seus resultados revelados.

De acordo com o time chileno, Walter Óscar, pai do jogador, foi internado com graves problemas respiratórios. E faleceu nesta terça-feira, aos 60 anos. Já a morte do avô do ex-cruzeirense, Óscar, ocorreu na semana passada, também em função de problemas respiratórios. Ele estava com 91 anos.

“Enviamos nossas condolências aos familiares e pessoas próximas de Walter Montillo, que hoje sofreu o sensível falecimento de seu pai, Walter Óscar, desejo que se soma pelo falecimento de seu avô Óscar, durante os últimas dias”, afirma a Universidad de Chile em nota publicada no Twitter.

Atualmente defendendo o time chileno, para o qual se transferiu no início de 2020, após três temporadas no argentino Tigre, Montillo, de 35 anos, teve passagem marcante pelo Cruzeiro, entre 2010 e 2012, com 36 gols marcados em 144 partidas. E o clube mineiro também manifestou o seu pesar pelas perdas recentes de familiares do meia argentino.

“O Cruzeiro Esporte Clube lamenta profundamente a morte do Sr. Walter Óscar Montillo, pai do nosso ex-atleta Montillo. Ficam aqui nossos votos de respeito e sentimentos neste momento de dor profunda. Muita força para você, Montillo”, escreveu, no Twitter, o Cruzeiro.

No Brasil, o jogador também teve passagens por Santos e Botafogo, mas sem o mesmo destaque dos tempos da Raposa de Belo Horizonte.