13 de maio de 2021 Atualizado 23:57

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

PERDA

Zagueiro do Rio Branco em 1988, ‘Batata’ morre vítima da Covid-19

Carlos Alberto da Silva estava internado em São Paulo, de acordo com o site Terceiro Tempo, e faleceu aos 65 anos

Por Rodrigo Alonso

22 abr 2021 às 15:11

Zagueiro do Rio Branco em 1988, Carlos Alberto da Silva, o Batata, morreu nesta quarta-feira (21) vítima do coronavírus (Covid-19), aos 65 anos. Ele estava internado em São Paulo. As informações são do site Terceiro Tempo.

Segundo o “Almanaque do Rio Branco – O embaixador de Americana”, ele disputou 27 jogos pelo Tigre e marcou três gols. Com o defensor em campo, a equipe somou 12 vitórias, sete empates e oito derrotas.

Ex-defensor disputou 27 partidas pelo Tigre e contribuiu com três gols – Foto: Arquivo / Claudio Gioria

Batata fez sua última partida pelo clube contra o Rio Preto, em outubro daquele ano, quando foi atingido por uma pedra arremessada pela torcida adversária. Ele levou quatro pontos na perna devido à pedrada.

O ex-zagueiro era filho de Baltazar, o Cabecinha de Ouro, atacante que marcou época no Corinthians. Batata, inclusive, chegou a jogar na base do Timão como atacante.

Como profissional, ele também atuava na lateral esquerda e, além do Rio Branco, passou por São Bento, Botafogo-RJ, Inter de Limeira, Uberlândia, Colorado-PR, Figueirense, Caxias e Bandeirante de Birigui. Pendurou as chuteiras em 1990, aos 35 anos.

Publicidade