08 de maio de 2021 Atualizado 17:11

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

NOVOS NOMES

Sob avaliação no Rio Branco, dupla decisiva em jogo-treino agrada

Autor do passe para o único gol da vitória sobre o Comercial, Higor Luan defendeu o Elosport na Bezinha do ano passado

Por Rodrigo Alonso

12 abr 2021 às 17:18 • Última atualização 12 abr 2021 às 17:19

Decisivos no jogo-treino do último sábado, contra o Comercial, o volante Higor Luan e o atacante Fabrício Miranda agradam a comissão técnica do Rio Branco. Porém, só o tempo dirá se eles serão efetivados pelo clube.

Os dois estão sob avaliação no Tigre, que venceu a equipe de Ribeirão Preto por 1 a 0, no estádio Décio Vitta, em Americana. A rede foi balançada por Fabrício, após passe de Higor.

Fabrício e Higor foram os destaques da atividade realizada no DV – Foto: Thiago Barreto / Rio Branco

O autor da assistência defendeu o Elosport no ano passado, durante o Campeonato Paulista Sub-23 Segunda Divisão, a popular Bezinha.

Ele marcou um gol na competição, no empate em 2 a 2 com o Independente, em Limeira. Inclusive, o jogador esteve em campo na derrota por 4 a 0 para o Rio Branco, em Capão Bonito, na terceira rodada.

Higor está há 20 dias no Tigre. “Está nos agradando. Vamos aguardar mais uns 15 dias, ver o comportamento dele, se realmente ele vai continuar evoluindo como está, para que a gente possa definir a situação dele”, disse o treinador Marcos Campangnollo.

Fabrício, por sua vez, surgiu no time Sub-20 comandado pelo técnico Raphael Pereira e treina há 15 dias com o elenco profissional. Segundo Campangnollo, o atacante pode, sim, defender o Rio Branco na Bezinha, mas ainda tem pontos a melhorar.

“É um atleta que tem um futuro muito grande, mas não podemos queimar etapas. Temos de ter um cuidado muito grande com ele”, afirmou.

Ex-Corinthians
O treinador também destacou o potencial do meia Jonathan Oshiro, que atravessa um período de testes no Tigre.

Com passagem pela base do Corinthians, o atleta de 18 anos fez os dois gols da vitória por 2 a 1 sobre a escola Elleven Futebol Studio, de Campinas, em jogo-treino realizado na sexta-feira passada, no DV.

A exemplo do meia Rinsei Kanda, que jogou no Rio Branco em 2020, Jonathan nasceu no Japão. A diferença é que ele cresceu no Brasil. “Está sendo bem requisitado e visto com bons olhos pela comissão técnica e diretoria”, apontou Campangnollo.

Publicidade