18 de maio de 2022 Atualizado 11:31

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

BEZINHA

Com gol mais rápido da história, Rio Branco vence e sobe na tabela

Tigre abre o placar com 15 segundos e encaminha vitória no primeiro tempo, apesar de susto na reta final

Por Bruno Moreira

14 Maio 2022, às 17h18 • Última atualização 14 Maio 2022, às 18h32

Com direito ao gol mais rápido de sua história, o Rio Branco venceu o Amparo por 2 a 1, neste sábado (14), no estádio Décio Vitta, em Americana, e voltou à zona de classificação do Grupo 4 do Campeonato Paulista Sub-23 Segunda Divisão, a Bezinha.

O duelo válido pela quarta rodada da primeira fase ficou marcado pelo gol de Vitor Hugo, com apenas 15 segundos, logo após o apito inicial. Foi também do camisa 9 o segundo gol.

Até este sábado, o gol mais veloz já anotado pelo alvinegro de Americana havia saído aos 35 segundos, marcado por Cássio, em uma vitória contra o União São João por 3 a 1, em 1985, conforme levantamento do jornalista e historiador Claudio Gioria.

Com um chute de fora da área, Vitor Hugo acertou o ângulo logo após o apito inicial – Foto: Reprodução

O resultado contra o Amparo representa a segunda vitória do Tigre na Bezinha e recoloca a equipe no grupo de classificados à próxima fase do torneio. São sete pontos em quatro rodadas e a segunda posição da chave, logo atrás da Itapirense, que lidera com 10. Apenas os dois primeiros colocados do grupo, que tem seis integrantes, permanecerão na sequência do campeonato, além dos quatro melhores terceiros colocados.

O Amparo optou por trabalhar a bola desde o campo de defesa logo após dar a saída. Beá foi pressionado por Uesley próximo à grande área e perdeu a bola para Vitor Hugo, que de primeira, pouco antes da meia-lua, acertou um o ângulo direito para anotar um golaço no DV.

O time visitante tentou uma resposta rápida e no lance seguinte, Laurinho, também na saída de bola, acertou o travessão do Rio Branco. Tudo isso com menos de um minuto de bola rolando. Aos 14, o time americanense passou a ter mais espaço com a expulsão do lateral-direito Michael, do Amparo. Segundo relatado na súmula, ele acertou um soco em Vitor Hugo.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

O marcador foi ampliado aos 36. Numa bola invertida da direita para a esquerda, Otávio deixou para Vitor Hugo, que conduziu pela entrada da área, venceu a marcação e chutou cruzado, no canto esquerdo defendido por Enzo.

Quando na segunda etapa se esperava o domínio do Rio Branco com um jogador a mais e dois gols de vantagem no marcador, o que se viu foi o Amparo se animar, mesmo com o cenário adversário. O time visitante foi encontrar o seu gol aos 34 minutos. Rafa Peixoto aproveitou escanteio batido por Pablo na primeira trave e desviou de cabeça para diminuir.

Na sequência do gol a partida ficou parada por seis minutos por conta de uma discussão entre torcedores do Rio Branco e integrantes da comissão técnica do Amparo, que comemoraram o lance.

O goleiro do Tigre, Nayan, destaque ao longo do segundo tempo, se lesionou nessa mesma jogada e precisou ser substituído por Wellyson para a reta final. Os donos da casa se seguraram diante dos nove minutos de acréscimo e comemoraram os três pontos.

O próximo compromisso da equipe do técnico Betão Alcântara será contra o lanterna do grupo, o União São João, no próximo domingo (22), às 10 horas, no estádio Hermínio Ometto, em Araras.

FICHA TÉCNICA
RIO BRANCO 2 X 1 AMPARO

Rio Branco: Nayan (Wellyson); Fabrício, Guilherme, Léo Zarelli e Gabriel Neves; Murilo, William Monteiro, Nathan (Guida) e Otávio (Índio); Vitor Hugo (João Celeri) e Uesley (Marcinho). Técnico: Betão Alcântara.

Amparo: Enzo; Michael, Vinicius, Mingoti e Wilker; Beá (Pablo), Guti, Laurinho (Kaio) e Danilo; Raphael (Daniel) e Vaguininho (Rafa Peixoto). Técnico: Eduardo Clara.

Gols: Vitor Hugo, aos 15”/1T e 36’/1T (Rio Branco); Rafa Peixoto, aos 34’/2T (Amparo).

Cartões amarelos: Nayan, Murilo e William Monteiro (Rio Branco); Guti, Wilker e Rafa Peixoto (Amparo).

Cartão vermelho: Michael (Amparo).

Árbitro: Alef Feliciano Pereira.

Público: 573 pagantes.

Renda: R$ 6.400,00

Local: Estádio Décio Vitta, em Americana (SP).

Publicidade