28 de setembro de 2021 Atualizado 11:14

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Tóquio-2021

Murilo Sartori destaca aprendizado nos Jogos Olímpicos

Nadador americanense comentou ao LIBERAL sobre o desempenho na maior competição esportiva do planeta

Por Pedro Heiderich

29 jul 2021 às 08:26 • Última atualização 29 jul 2021 às 08:27

Os Jogos Olímpicos de Tóquio-2021, no Japão, chegaram ao fim para o nadador americanense Murilo Sartori, de apenas 19 anos. Ele disputou duas provas, os 200 metros livre (individual), no último domingo, e o revezamento 4×200 metros livre, na madrugada desta quarta-feira.

Nos 200 metros, Murilo Sartori fez o tempo de 1min47s11 e terminou em último na sua bateria, ficando de fora das semifinais. No revezamento, o time brasileiro foi à final, terminando em oitavo. O quarteto, que também era formado por Fernando Scheffer, Breno Correia e Luiz Altamir, fez o tempo 7min08s22.

Murilo volta para o Brasil nesta sexta-feira e pretende descansar por alguns dias – Foto: Arquivo Pessoal

“Na prova individual, eu deixei um pouco a desejar, dava para se classificar para a semifinal. Cheguei em Tóquio sem saber que ia nadar essa prova, então não consegui me preparar para ela como queria. Acabei cometendo alguns erros que me deixaram fora da semifinal”, afirmou Murilo ao LIBERAL na noite desta quarta, quando já era manha de quinta no Japão.

No entanto, ele celebrou o aprendizado adquirido na principal competição esportiva do planeta, que espera levar consigo para a sequência de sua carreira.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

“Aprendi muito, não só na vivência de uma Olimpíada, mas com a galera mais velha. São coisas que quero levar para as próximas competições”, destacou.

O LIBERAL no seu e-mail: se inscreva na nossa newsletter

Murilo retorna ao Brasil nesta sexta-feira e afirmou que pretende descansar nos próximos dias, para somente depois definir os próximos planos para a sua carreira, como uma provável mudança para o Estados Unidos.

“Curtir o momento agora, tirar uma folga e pensar nos próximos passos. Vou sentar com o Fábio (Cremonez, seu treinador), analisar as competições que queremos disputar. Tem o fato de se mudar para os Estados Unidos, mas não sei se será agora, depende de outras coisas”, finalizou.

Publicidade