16 de junho de 2021 Atualizado 15:38

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Goleiro

Com mais tempo em campo, Fuzato segue na expectativa por Olimpíada

Barbarense, que chegou a ser emprestado no início da temporada, foi titular da Roma nos últimos cinco jogos da temporada

Por Rodrigo Alonso

06 jun 2021 às 07:54

Titular nas últimas cinco rodadas do Campeonato Italiano, pela Roma, o goleiro barbarense Daniel Fuzato teve, na última temporada, sua maior sequência desde quando deixou as categorias de base do Palmeiras. Em entrevista ao LIBERAL, ele comemorou as oportunidades e disse que segue na expectativa por convocação para os Jogos Olímpicos de Tóquio.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Contratado pela Roma em julho de 2018, Fuzato ficou como opção nas duas primeiras temporadas. Mesmo sem jogar, acumulou convocações para a seleção pré-olímpica e foi até chamado, uma vez, pelo técnico Tite, em 2019.

Barbarense retornou ao elenco da Roma após empréstimo ao Gil Vicente – Foto: Luciano Rossi / Dia Esportivo / Estadão Conteúdo_5.5.2021

Em busca de mais tempo em campo, no meio do ano passado o jogador assinou por empréstimo com o Gil Vicente, de Portugal, mas não obteve as chances que esperava e voltou para a Itália. “Infelizmente, não ocorreu como eu esperava. Pedi o meu retorno para a Roma em dezembro. Continuei treinando, trabalhando, e deu certo de que eu tive essas oportunidades no final da temporada”, afirmou.

Na Roma, Fuzato conseguiu essa minutagem após a contusão do titular Pau López. Ele esteve entre os titulares nas vitórias por 5 a 0 sobre o Crotone e por 2 a 0 sobre a Lazio, no empate em 2 a 2 com o Spezia e nas derrotas por 2 a 0 para a Sampdoria e por 3 a 1 para a Internazionale.

“Era uma sequência que eu precisava, uma sequência que me traz muita experiência, muita bagagem, para que as coisas continuem acontecendo na minha carreira”, declarou o atleta de 23 anos, que disse ter vivido um ano “muito intenso”.

Fora da atual lista de convocados para a seleção pré-olímpica, Fuzato acredita que ainda pode retornar ao time, mas destacou a concorrência em sua posição.

Os goleiros chamados pelo treinador André Jardini para os próximos amistosos da equipe são Cleiton, do Red Bull Bragantino, Brenno, do Grêmio, e Gabriel Brazão, do Oviedo, da Espanha.

O LIBERAL no seu e-mail: se inscreva na nossa newsletter

“A gente sempre fica na expectativa. O Brasil é um país que tem muitos goleiros da minha idade que têm muita qualidade. E só de estar no meio, de ser lembrado, é algo muito gratificante para mim e que coroa todo o trabalho”, comentou o jogador, que começou na Escola de Goleiros Camisa 1, de Americana.

Publicidade