26 de outubro de 2021 Atualizado 20:32

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

TIRO ESPORTIVO

Artur é vice-campeão em evento nacional e sobe para 2º no ranking brasileiro

Atirador americanense conquistou medalha de prata na quinta etapa do Campeonato de Excelência, em Guarapuava (PR)

Por Rodrigo Alonso

20 set 2021 às 14:59 • Última atualização 20 set 2021 às 18:46

O americanense Artur Fortunato é, atualmente, o segundo melhor atleta do País no tiro esportivo, na categoria Fossa Olímpica. Ele assumiu a vice-liderança do ranking brasileiro ao conquistar medalha de prata na quinta etapa do Campeonato de Excelência, evento nacional realizado em Guarapuava (PR), neste domingo (19).

Atleta de 24 anos tem se destacado com presenças consecutivas no pódio – Foto: Divulgação

Na fase classificatória, o americanense de 24 anos acertou 116 de 125 pratos e teve o terceiro melhor desempenho entre todos os competidores. Depois, na final, ele quebrou 43 de 50 pratos.

Artur já havia subido ao pódio na quarta etapa da competição, em Santana de Parnaíba, onde foi campeão. Em entrevista ao LIBERAL, o atleta comemorou essa sequência de resultados.

“A gente já teve um bom resultado na última etapa. E eu acho que esse resultado [deste fim de semana] serve para consolidar ainda mais a nossa posição no ranking, no qual eu estou em segundo agora, e para mostrar que a gente está com condições de disputar”, disse.

O Campeonato de Excelência tem organização da CBTE (Confederação Brasileira de Tiro Esportivo) e conta pontos para o Ranking Qualidade, que lista os melhores atiradores da atualidade no Brasil.

Essa classificação serve como parâmetro para formação da Seleção Brasileira. Por ser o vice-líder, Artur acredita que será convocado pela confederação para a disputa da próxima Copa Sul-Americana. O torneio acontece entre os dias 25 e 31 de outubro, em Buenos Aires, na Argentina.

“É através do ranking que eles fazem as convocações para as provas internacionais. E eu, estando numa boa posição como essa, provavelmente serei convocado para as próximas provas que vierem a ter”, afirmou.

O americanense, inclusive, já trabalha de olho no ciclo olímpico para Paris-2024. Ele tem como treinador o avô Athos Pisoni, que faturou medalhista de ouro nos Jogos Pan-Americanos de 1975, no México. Artur volta a atirar entre a próxima quinta-feira e domingo, no Regional Nordeste, em Recife (PE).

Publicidade