15 de julho de 2024 Atualizado 10:24

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Esporte

Deschamps banca Mbappé como titular na semi da Eurocopa e Griezmann diz: ‘Espanha não assusta’

Por Agência Estado

08 de julho de 2024, às 16h04

Após deixar o campo com a expressão de dores durante a prorrogação do duelo com a Suíça, vencido pela França nos pênaltis, Kylian Mbappé teve sua presença confirmada pelo técnico Didier Deschamps na partida frente à Espanha, pela semifinal da Eurocopa, marcada para esta terça-feira, às 16h, horário de Brasília, na Arena de Munique, na Alemanha. O treinador garantiu que o principal atleta francês está 100% fisicamente para o duelo que poderá levar a seleção para a grande final do torneio europeu.

“Ele tinha jogado 110 minutos, sabemos que foi cansativo. Não acho que o Kylian esteja mal fisicamente. Ele continuará em campo, vamos deixá-lo descansar o quanto precisar. Fizemos tudo o que pudemos. Estou convencido que o Mbappé está com a cabeça e o corpo no lugar, como todos os outros jogadores. Tem também a ver com a situação dele no clube, um problema nas costas, a questão no nariz. Ele só precisa se acostumar com as novas condições de jogo. Acredito que ele fará de tudo para dar 110% amanhã contra a Espanha”, disse.

Deschamps ressaltou que Mbappé vem sofrendo por causa de uma fratura no nariz, que o fez utilizar máscara protetora durante os jogos. “Ele está numa nova situação, tendo que usar uma máscara, que significa ter a visão modificada. Precisa se acostumar com isso, e com o inchaço anteriormente. A cada dia o nariz dele está mais forte, precisa se acostumar com isso pelas próximas semanas ou meses.”

Campeão da Eurocopa como jogador, em 2000, Deschamps quer repetir o feito como treinador, assim como já ocorreu na Copa do Mundo. Ele, inclusive, rebateu um repórter que acusou a seleção francesa de jogar um futebol “chato”.

“Você é sueco? Então está disfarçado. Vive no nosso país, não é? (risos). Se você se aborrece com o nosso futebol, vá ver outra coisa. Ninguém é obrigado a ver a França jogar. O que sei é que temos a capacidade de fazer felizes os franceses com os resultados, mesmo lidando com situações complicadas no nosso país”, afirmou.

O volante Rabiot também participou da coletiva e enfatizou a dedicação da equipe que vem colecionando títulos e bons resultados nos últimos anos. “A dedicação marcou a campanha em todas as nossas competições anteriores, é o mesmo caso nesta Eurocopa. Estamos até com problemas, é verdade, mas chegamos nas semifinais. Os adversários foram muito fortes. Vencer é mais importante do que ir bem individualmente. Eles não estão tão frescos de pernas quanto antes, mas estamos 100% por trás deles, temos que apoiá-los. São jogadores que podem fazer a diferença. Precisamos deles até o final, especialmente em caso de chegarmos na final e sermos campeões.”

Já Griezmann, em um vídeo divulgado pela Federação Francesa de Futebol (FFF), elogiou o grupo espanhol, mas garantiu que nenhuma seleção é capaz de assustar a França. “Tem os dois alas, Nico e Lamine, que fazem a diferença cada vez que têm a bola. Eu adoro o futebol espanhol, então depende de nós causar danos a eles e encontrar algo para contrariar isso. Nenhuma equipe tem esse poder (de assustar). O que importa para nós é ter confiança para conquistarmos nossos objetivos e chegar à final da Eurocopa”, disse.

Publicidade