22 de julho de 2024 Atualizado 22:34

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Esporte

Corintiano Pedro Henrique vai à festa de despedida de Carlos Miguel e bate o carro

Por Agência Estado

03 de julho de 2024, às 23h54

Não bastasse a sobreposição de crises que assola o Corinthians dentro de campo e nos bastidores, dois jogadores da equipe, o goleiro Carlos Miguel e o atacante Pedro Henrique, se envolveram em confusão em um condomínio residencial em Arujá, na grande São Paulo, na madrugada desta quarta-feira. Pedro Henrique aparentava estar bêbado e bateu seu carro de ré no portão de uma residência.

Ao notar que o portão de sua casa havia sido danificado, o morador da residência, que é advogado, ligou para a polícia. No Boletim de Ocorrência, ao qual o Estadão teve acesso, o morador afirma que Pedro Henrique estava “totalmente embriagado” e que foi xingado e ameaçado pelo jogador do Corinthians e por amigos do atleta. Ele pediu R$ 10 mil ao atacante para cobrir o estrago no portão de sua residência.

No mesmo Boletim de Ocorrência, o advogado de Pedro Henrique, Maurício José da Hora, afirma que levou uma cabeçada do morador, que seria lutador de artes marciais. Segundo o advogado, a agressão foi testemunhada pelos policiais militares que ali estavam e gravada pelas câmeras corporais instaladas na farda dos agentes.

Nas imagens, é possível ver Pedro Henrique aparentando sinais de embriaguez. Cambaleante, ele entra em seu carro, uma caminhonete de cor branca registrada em seu nome e com placa de Caxias do Sul, e depois sai. O jogador tenta ir embora, mas os seguranças do condomínio lhe alcançam. “Ele sai em estado de embriaguez pelas condições que analisamos”, afirmou o delegado Jaime Pimentel, em entrevista à Band. O goleiro Carlos Miguel também aparece no vídeo, mas não é possível identificar o que ele fala.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP), o caso foi registrado como ameaça, lesão corporal e dano na Delegacia de Polícia de Arujá, que pediu perícia ao local e ao veículo. Tanto o advogado do jogador como o morador da casa no condomínio em Arujá foram ouvidos na delegacia.

Pedro Henrique se posicionou em suas redes sociais sobre o que chamou de “barbeiragem”. “Não é meu perfil – e nunca foi – entrar em polêmicas. Tenho uma carreira limpa que fala por si só. Meus advogados estão cuidando dos detalhes do incidente e estou com foco total no jogo de amanhã”, limitou-se a dizer.

Procurado, o Corinthians afirmou que o atleta “cumpriu suas obrigações como jogador, se apresentou nos horários determinados, treinou e está concentrado para o jogo de amanhã”. O time tem compromisso pelo Brasileirão nesta quinta-feira, às 20h, contra o Vitória, na Neo Química Arena.

Publicidade