12 de julho de 2024 Atualizado 14:37

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Tropeço fora

Corinthians perde para o Inter e vai para a zona de rebaixamento do Brasileirão

Colorado conseguiu fazer 1 a 0 e não sofreu grandes riscos ao longo da partida desta quarta, pela 10ª rodada

Por Agência Estado

19 de junho de 2024, às 23h53 • Última atualização em 20 de junho de 2024, às 00h04

O Corinthians foi derrotado pelo Internacional, nesta quarta-feira, por 1 a 0, em partida válida pela décima rodada do Campeonato Brasileiro, no Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis. A quinta derrota da equipe paulista no Brasileirão foi responsável por colocar o time na zona do rebaixamento, em 17º, com sete pontos. Tão preocupante quanto isso foi o futebol apresentado, sem conseguir concluir jogadas e com dificuldade de manter a intensidade de marcação.

Sem Carlos Miguel, suspenso por receber terceiro cartão amarelo, Matheus Donelli assumiu a meta e foi testado logo no começo do jogo. O colorado Wesley abriu espaço e bateu para a defesa do goleiro aos três minutos. O que foi confiança para o jovem pode ser esperança para a torcida, que logo verá o titular sair para o Nottingham Forest, da Inglaterra.

Atacante Wesley marcou o único gol da partida desta quarta-feira – Foto: Heuler Andrey / Dia Esportivo / Estadão Conteúdo

A partir disso, o time de António Oliveira impediu avanços do Internacional com marcação alta. A resposta veio com lançamentos buscando os atacantes Alario e Wesley. Em uma dessas tentativas, o argentino ficou cara a cara com Donelli, após uma trapalhada de Cacá e Hugo, e marcou, mas teve o gol anulado, com auxílio do VAR, por impedimento.

Com a bola, o Corinthians mostrou dificuldades de criação. O time dependia do garoto Wesley para chegar a frente a partir de jogadas individuais. Não funcionou. A equipe, aliás, terminou o primeiro tempo sem sequer conseguir finalizar em direção ao gol colorado. Pior foi quando, por volta de 30 minutos do primeiro tempo, a pressão corintiana enfraqueceu.

A equipe gaúcha aproveitou e passou a buscar mais finalizações de longe. Em uma das vezes, Donelli novamente foi bem e encaixou. Pouco depois, contudo, Wesley recebeu direto da defesa pelo lado direito, cortou para o meio, onde havia um vazio corintiano e bateu de canhota no ângulo para abrir o placar.

O intervalo reanimou os corintianos. A equipe voltou a demonstrar a intensidade do começo da partida, mas não apenas na marcação. Desta vez, o ataque conseguiu melhorar as movimentações, nas costas da marcação colorada. A pressa do Corinthians, porém, foi traduzida em imprecisão na conclusão de jogadas. O problema é crônico: dos dez jogos do time no Brasileirão, foram sete sem marcar.

Como uma reprise do primeiro tempo, o time de António Oliveira diminuiu a intensidade e chamou o Internacional para seu campo defensivo. O time colorado não avançou mais, porque Eduardo Coudet quis garantir a vitória mínima e promoveu as entradas de mais dois zagueiros.

Do outro lado, António Oliveira respondeu empilhando atacantes. O técnico tirou o lateral Matheuzinho e o volante Breno Bidon para os ingressos de Pedro Raul e Gustavo Silva, junto de Yuri Alberto. As mudanças não mudaram o tom do jogo, cuja única boa notícia para os corintianos foi a de que Donelli é capaz de assumir a meta. Entretanto, ele precisará contar com que o resto do time também funcione.

No domingo, às 16h, o Corinthians vai até a Ligga Arena, em Curitiba, enfrentar o Athletico-PR pelo Brasileirão. Antes disso, no sábado, às 17h30, o Internacional encara o rival Grêmio, em Gre-Nal com mando do time tricolor, também em Curitiba, mas no Estádio Couto Pereira.

FICHA TÉCNICA

INTERNACIONAL 1 X 0 CORINTHIANS

INTERNACIONAL – Fabrício; Bustos, Igor Gomes, Fernando e Robert Renan; Rômulo (Bruno Gomes), Bruno Henrique (Gabriel Mercado), Wesley (Hugo Mallo), Wanderson e Hyoran (Aránguiz); Alario (Lucca Drummond). Técnico: Eduardo Coudet.

CORINTHIANS – Matheus Donelli; Matheuzinho (Gustavo Silva), Gustavo Henrique, Cacá e Hugo (Matheus Bidu); Breno Bidon (Pedro Raul), Rodrigo Garro Igor Coronado, Wesley; Yuri Alberto Técnico: António Oliveira.

GOL – Wesley, aos 41 minutos do primeiro tempo.

CARTÕES AMARELOS – Charles Aránguiz, Eduardo Coudet e Yuri Alberto.

ÁRBITRO – Wagner do Nascimento Magalhães (RJ).

PÚBLICO – 14.447 torcedores.

RENDA – R$ 821.310,00.

LOCAL – Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC).

Publicidade