21 de setembro de 2020 Atualizado 09:09

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Futebol

Corinthians perde de virada na Florida Cup e vê título ficar com o Palmeiras

Por Agência Estado

18 jan 2020 às 21:55 • Última atualização 27 abr 2020 às 12:10

O Corinthians perdeu boas oportunidades de gol, incluindo um pênalti, diante do Atlético Nacional, pela Florida Cup, e pagou caro por isso. A equipe brasileira saiu na frente, mas sofreu a virada dos colombianos por 2 a 1 e viu o título da competição amistosa disputada nos Estados Unidos ficar com o rival Palmeiras, que mais cedo havia vencido o New York City por 2 a 1.

O alvinegro começou a partida com uma ótima movimentação e não demorou para abrir o marcador em Orlando. Logo aos 6 minutos, Lucas Piton cruzou da esquerda e Ramiro apareceu na segunda trave, pegou de primeira, batendo cruzado e marcando um belo gol. Pouco depois, Janderson recebeu em boas condições, mas chutou mal da entrada da área.

A defesa do time brasileiro estava bem postada e não dava espaços para o adversário, que quase não conseguia chegar ao gol de Cássio. Do outro lado, o Corinthians tinha velocidade com seus meias e buscava o ataque. Até que Fagner recebeu pela direita, mas foi derrubado na área. Pênalti claro marcado pela arbitragem. Boselli chutou forte, no canto, mas o goleiro Cuadrado defendeu.

O gol teria dado uma tranquilidade maior para o Corinthians na partida. O time caiu um pouco de rendimento, mas logo se recuperou e voltou a insistir pelos lados do campo. Aos 39, Boselli teve uma boa chance, mas a bola explodiu no travessão, para sorte do goleiro do Atlético Nacional, que não tinha chances no lance.

Só que no único bom ataque do Atlético Nacional, o time chegou ao gol de empate. Aos 43, Candelo cruzou da esquerda, Torres subiu mais que Gil e mandou no canto de cabeça, marcando o gol. O Corinthians respondeu dois minutos depois em um belo chute de Cantillo de fora da área, mas Cuadrado fez ótima defesa e afastou o perigo.

Após o intervalo, o técnico Tiago Nunes optou por fazer apenas duas alterações enquanto o Atlético Nacional teve sete substituições. Um dos sacados foi Boselli, que havia perdido um pênalti, e deu lugar a Vagner Love. E o centroavante teve uma ótima chance logo aos 2 minutos, mas o goleiro Quintana espalmou e Córdoba mandou para fora quando Love iria marcar o gol.

A resposta do Atlético Nacional veio com Gómez, mais uma vez com os colombianos tentando o jogo aéreo. Ele cabeceou e a bola bateu no travessão, para sorte do goleiro Cássio, que só acompanhou a trajetória da bola.

Depois disso, Tiago Nunes mexeu mais uma vez no time, pois percebeu que o ritmo da equipe havia diminuído. As mudanças ajudaram o Corinthians, que teve duas boas chances na sequência. A primeira com Sidcley, que não conseguiu pegar firme na bola, e a segunda com Love, que chutou de primeira e a bola passou perto. Os gols perdidos fizeram falta e aos 37, numa boa jogada ofensiva dos colombianos, Gómez fez o gol da virada e garantiu o título para o Palmeiras.

FICHA TÉCNICA:

ATLÉTICO NACIONAL 2 x 1 CORINTHIANS

ATLÉTICO NACIONAL: Cuadrado (Quintana); Muñoz (Yabur), Brayan Córdoba, Braghieri e Blanco (Arango); Perlaza (Vladimir Hernández), Andrés Andrade (Duque) e Barrera (Rovira); Quiñones (Moreno), Candelo (Sebastián Gómez) e Gustavo Torres (Mafla). Técnico: Pompilio Páez.

CORINTHIANS: Cássio (Walter); Fagner, Pedro Henrique (Bruno Méndez), Gil (Danilo Avelar) e Lucas Piton (Sidcley); Camacho (Gabriel), Cantillo (Richard), Luan (Mateus Vital), Ramiro (Gustavo) e Janderson (Madson); Boselli (Vagner Love). Técnico: Tiago Nunes.

Gols: Ramiro, aos 6, e Torres, aos 43 minutos do 1º tempo; Gómez, aos 37 minutos do 2º tempo.

Juiz: Matthew Miscannon (EUA).

Cartões amarelos: Pedro Henrique, Luan, Gabriel e Sidcley.

Local: Estádio Exploria, em Orlando (EUA).

Publicidade