24 de julho de 2024 Atualizado 20:52

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Esporte

Corinthians pede que juiz seja investigado após supostas ofensas contra o clube

Por Agência Estado

05 de julho de 2024, às 21h25

O Corinthians enviou um ofício à CBF na tarde desta sexta-feira pedindo que a instituição investigue denúncias feitas contra o árbitro de vídeo Caio Max Augusto Vieira, que atuou na partida entre o clube paulista e o Vitória na última quinta-feira, em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro, por supostas manifestações prejudiciais ao time alvinegro.

Nas redes sociais, torcedores corintianos acusam o profissional de ter feito comentários contra o Corinthians em seu canal na Twitch, plataforma de streaming onde Max Augusto Vieira transmite partidas do jogo EA FC, o antigo FIFA.

O perfil “juizfifaplayer”, que foi vinculado ao árbitro, fez um comentário em uma transmissão após ser questionado se já havia prejudicado o Corinthians. “Claro”, afirmou o perfil, complementando que o “timão tem que se f…”. O perfil na Twitch foi deletado após a polêmica viralizar. Em resposta aos seus seguidores, Max Augusto Vieira negou que o perfil fosse seu.

Em nota, o clube paulista ainda pediu que o profissional não apite mais partidas da equipe alvinegra: “O pedido solicita em caráter preventivo, que a entidade máxima do futebol brasileiro não escale mais o profissional em nenhuma partida da equipe”, afirmou o clube.

As acusações contra o árbitro surgiram após os áudios da cabine do VAR da partida entre Corinthians e Vitória serem divulgados. Em determinado momento do jogo, Max Augusto Vieira sugere a expulsão do atacante Yuri Alberto após uma falta em um jogador rival, dizendo que o atleta usou “força excessiva” no lance. O juiz de campo Gustavo Ervino Bauermann, no entanto, discordou da recomendação e aplicou somente o cartão amarelo.

Publicidade