08 de agosto de 2020 Atualizado 20:21

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

+ Esportes

Com Nadal e Djokovic, Espanha e Sérvia vencem mais uma na ATP Cup

Por Agência Estado

08 jan 2020 às 15:50 • Última atualização 27 abr 2020 às 11:39

Rafael Nadal suou mais do que esperava, mas conduziu a Espanha a mais uma vitória na ATP Cup, nesta quarta-feira, em Perth, na Austrália. O número 1 do mundo precisou jogar duas vezes, em simples e também nas duplas, para garantir o triunfo sobre o Japão, por 3 jogos a 0, e confirmar a vaga dos espanhóis nas quartas de final.

Após Roberto Bautista Agut vencer Go Soeda por 6/2 e 6/4, Nadal entrou em quadra para confirmar o triunfo dos espanhóis. Mas sofreu diante de Yoshihito Nishioka no primeiro set, quando esteve a maior parte do tempo atrás do placar, com uma quebra de desvantagem. Só devolveu a quebra no fim e virou o marcador no tie-break.

Na segunda parcial, também equilibrada, o favorito evitou surpresas e fechou o placar por 7/6 (7/4) e 6/4. Em seguida, Nadal formou dupla com Pablo Carreño Busta para superar Ben McLachlan e Go Soeda por 7/6 (7/5), 4/6 e 10/6.

Com os resultados, o time espanhol terminou a fase de grupos na primeira colocação da chave B, com três vitórias em três confrontos. Mesmo com o revés, o Japão também assegurou a classificação às quartas de final.

Pela mesma chave, a Geórgia bateu o Uruguai por 2 a 1. Aleksandre Metreveli bateu Franco Roncadelli por 6/2 e 6/1, enquanto Nikoloz Basilashvili superou Pablo Cuevas por 6/4, 1/6 e 6/4. Nas duplas, Ariel Behar e Pablo Cuevas anotaram o único ponto dos uruguaios ao vencerem Aleksandre Bakshi e Metreveli por duplo 6/2.

Em Brisbane, já com a vaga garantida, a Sérvia contou com Novak Djokovic em apenas um jogo para vencer o Chile por 2 a 1. Dusan Lajovic iniciou o confronto vencendo Nicolás Jarry por 6/2 e 7/6 (7/3). Sem maiores dificuldades, Djokovic superou Christian Garin por duplo 6/3. Na duplas, os chilenos Alejandro Tabilo e Jarry levaram a melhor sobre Nikola Cacic e Viktor Troicki por 7/5 e 6/2.

Os sérvios terminaram em primeiro no Grupo A, com aproveitamento de 100%. Os sul-africanos ficaram em segundo lugar ao ganharem da França por 2 a 1. No confronto, também disputado em Brisbane, Gilles Simon superou Lloyd Harris por 2/6, 6/2 e 6/2, enquanto Kevin Anderson venceu Benoit Paire por 2/6, 7/6 (7/1) e 7/6 (7/5). Nas duplas, Raven Klaasen e Ruan Roelofse bateram Nicolas Mahut e Edouard Roger-Vasselin por 6/3 e 6/4.

Em Sydney, pelo Grupo E, Argentina e Polônia venceram seus duelos contra Croácia e Áustria, respectivamente. Os argentinos levaram a melhor sobre Marin Cilic e companhia por 3 a 0. Guido Pella bateu Cilic por 7/6 (7/1) e 6/3, enquanto Diego Schwartzman superou Borna Coric por duplo 6/2. Em seguida, Maximo González e Andrés Molteni derrotaram Ivan Dodig e Nikola Mektic por 3/6, 6/3 e 10/2.

Os poloneses ganharam dos austríacos por 2 a 1, com destaque negativo para Dominic Thiem, atual número quatro do mundo. No início do confronto, Kacper Zuk bateu Dennis Novak por 5/7, 6/4 e 7/6 (7/5), enquanto Hubert Hurkacz surpreendeu Thiem por 3/6, 6/4 e 7/6 (7/5). Nas duplas, Oliver Marach e Jürgen Melzer superaram Hurkacz e Lukasz Kubot por 3/6 (3/7), 6/3 e 11/9.

A Argentina garantiu o primeiro lugar da chave, com duas vitórias e um empate. E os croatas ficaram em segundo, assegurando também a vaga direta nas quartas de final.

Com o fim da fase de grupos, os duelos das quartas foram definidos: Sérvia x Canadá, Bélgica x Espanha, Grã-Bretanha x Austrália e Argentina x Rússia. Estes dois últimos confrontos estão marcados para esta quinta. Os outros dois serão disputados na sexta. As semifinais serão no sábado e a final, no domingo.