27 de fevereiro de 2021 Atualizado 00:17

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Esporte

Chapecoense marca nos acréscimos, vence a Ponte e retoma a liderança da Série B

Por Agência Estado

21 jan 2021 às 20:13 • Última atualização 21 jan 2021 às 21:20

Um gol de pênalti marcado por Perotti nos acréscimos do segundo tempo recolocou a Chapecoense na liderança do Campeonato Brasileiro da Série B. Nesta quinta-feira, no encerramento da 36.ª rodada, o time catarinense venceu a Ponte Preta, por 1 a 0, na Arena Condá.

Invicta há três jogos, a Chapecoense contou com mais um tropeço do América-MG para assumir a liderança faltando duas rodadas para o fim do campeonato. O time catarinense tem 70 pontos contra 69 dos mineiros.

Já a Ponte Preta, apesar de ainda ter chances matemáticas, deve apenas cumprir tabela nessa reta final. Na oitava colocação, o time paulista tem 51 pontos, a cinco do G4 zona de acesso. Se CSA ou Juventude vencerem nesta sexta-feira, pela 37.ª rodada, o sonho do time alvinegro de subir será encerrado.

Diante da necessidade da vitória, a Ponte começou em cima da Chapecoense e quase abriu o placar em falta cobrada por Camilo. A bola passou raspando o travessão. O time catarinense aos poucos foi equilibrando as ações e a pressão se intensificou aos 40, quando Luan Dias recebeu o segundo amarelo.

Com um a mais, a Chapecoense quase abriu o placar em um lance incrível. Aylon bateu rasteiro e acertou a trave. No rebote, Anselmo Ramon pegou de primeira e Ygor Vinhas fez uma defesa sensacional com as pernas. A bola dessa vez bateu no travessão.

Como já era esperado, a Chapecoense voltou do intervalo pressionando, principalmente nas bolas aéreas. E foi assim que Aylon, Willian Oliveira e Perotti estiveram próximos de marcar. A resposta da Ponte Preta veio em cabeceio de Tiago Orobó pela linha de fundo.

Nos minutos finais do segundo tempo, Paulinho Moccelin foi puxado por Orobó e sofreu uma lesão no tornozelo, precisando deixar o gramado de ambulância. Como Umberto Louzer já havia feito as três paralisações, a Chapecoense ficou com dez jogadores.

O duelo ficou aberto. No contra-ataque, Moisés tocou para Guilherme Pato, que dominou e bateu para defesa de João Ricardo. E o castigo veio aos 47 minutos. Roberto foi derrubado por Apodi dentro da área e o árbitro assinalou pênalti. Perotti deslocou Ygor Vinhas e devolveu a Chapecoense para a liderança.

A Chapecoense volta a campo na próxima segunda-feira, contra o Operário-PR, às 17 horas, no estádio Germano Kruger, em Ponta Grossa. No domingo, a Ponte Preta recebe o CRB, às 18h15, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. Os jogos serão válidos pela penúltima rodada.

FICHA TÉCNICA
CHAPECOENSE 1 X 0 PONTE PRETA

CHAPECOENSE – João Ricardo; Matheus Ribeiro, Felipe Santana, Luiz Otávio e Alan Ruschel (Roberto); Willian Oliveira, Ronei (Perotti) e Denner (Bruno Silva); Paulinho Moccelin, Mike (Aylon) e Anselmo Ramon (Foguinho). Técnico: Umberto Louzer.

PONTE PRETA – Ygor Vinhas; Apodi, Luizão (Ruan Renato), Wellington Carvalho e Yuri; Dawhan (Neto Moura), Vinícius Zanocelo, Camilo (Guilherme Pato) e Luan Dias; Bruno Rodrigues e Matheus Peixoto (Tiago Orobó depois Moisés).

GOL – Perotti, aos 50 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Rodrigo Batista Raposo (DF).

CARTÕES AMARELOS – Alan Ruschel, Paulinho Moccelin e Willian Oliveira (Chapecoense); Luan Dias, Ruan Renato, Bruno Rodrigues, Wellington Carvalho, Tiago Orobó e Dawhan (Ponte Preta).

CARTÃO VERMELHO – Luan Dias (Ponte Preta).

RENDA E PÚBLICO – Jogo sem torcida.

LOCAL – Arena Condá, em Chapecó (SC).

Publicidade