13 de agosto de 2022 Atualizado 08:22

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Esporte

Brasil fica em 7º no revezamento 4×100 no Mundial de Atletismo

Equipe brasileira, que conta com o atleta de Americana, Felipe Bardi, teve seu melhor tempo na temporada, mas não foi suficiente para ficar entre os primeiros

Por Agência Estado

24 de julho de 2022, às 08h57 • Última atualização em 24 de julho de 2022, às 10h58

O Brasil entrou em ação na madrugada deste domingo no Campeonato Mundial de Atletismo e obteve o sétimo lugar no revezamento masculino 4×100 e também no salto triplo. As competições foram realizadas no estádio Hayward Field, em Eugene, nos Estados Unidos.

No revezamento 4×100 m, a equipe brasileira fechou a prova em 38s25 e o time foi formado por Rodrigo do Nascimento, Felipe Bardi, Derick Souza e Erik Cardoso. O tempo foi o melhor resultado do time nacional na temporada.

“Nossa passagem foi melhor, mas o individual de cada um não foi bom”, resumiu Rodrigo do Nascimento.

A medalha de ouro ficou com o Canadá que superou o favoritismo dos Estados Unidos. Os americanos terminaram em segundo lugar. O quarteto que garantiu o lugar mais alto do pódio foi formado por Aaron Brown, Jerome Blake, Brendon Rodbey e Andre de Grasse. O tempo obtido pelos canadenses foi de 37s48 contra 37s55 dos americanos.

A Grã-Bretanha terminou a prova em terceiro lugar e garantiu o bronze com a marca de 37s83.

No salto triplo, Almir Júnior saltou 16,87 m em sua terceira tentativa e acabou terminando na sétima colocação.

“Feliz porque consegui obter uma constância de resultados abaixo do que eu esperava. Quero ser constante acima dos 17 metros. Infelizmente não consegui encaixar a prova para cima, mas não faltou luta e vontade”, disse o brasileiro.

Na modalidade, o ouro ficou com o português de origem cubana Pedro Pichardo que cravou 17,95 m. Hurques Fabrice Zango, de Burkina Fasso terminou em segundo com 17,55 m e o bronze acabou com o chinês Yaming Zhu, com 17,31 m.

Publicidade