21 de setembro de 2020 Atualizado 22:39

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Basquete

Botafogo vence Corinthians fora de casa e fatura a Liga Sul-Americana de Basquete

Por Agência Estado

13 dez 2019 às 23:54 • Última atualização 27 abr 2020 às 11:47

O Botafogo é o campeão da Liga Sul-Americana de Basquete. Em uma decisão com um final eletrizante, o time carioca derrotou o Corinthians por 74 a 70, na noite desta sexta-feira, no Parque São Jorge, para fechar a final em 2 a 1, assegurando o título mesmo atuando fora de casa.

A decisão da Liga Sul-Americana precisou ir ao terceiro jogo porque cada time ganhou um duelo. O Corinthians triunfou no Rio (88 a 74), o Botafogo deu o troco em São Paulo (74 a 64) e repetiu a vitória nesta sexta. Assim, garantiu vaga na Champions League Américas da próxima temporada.

Cauê Borges foi o cestinha da partida decisiva com 20 pontos para o Botafogo, três a mais do que Du Sommer, que converteu os dois lances livres que deram o título para o time carioca. Fuller liderou o Corinthians com 17 pontos.

“Ganhamos virando jogo de 17 pontos, ganhar dentro de um ginásio desse. A entrega que esse time teve em quadra, seria injusto o time não ter saído com esse título”, disse Du Sommer ao SporTV. “É um título muito importante para o Botafogo, para um time de futebol. Mesmo com as dificuldades, a gente honrou a camisa, que é o mais importante”, acrescentou Cauê.

A conquista do Botafogo fez o Brasil se aproximar da Argentina no número de títulos. Agora são 12 dos argentinos contra 11 dos brasileiros, que foram campeões em sete das últimas dez edições. Obras Sanitárias (2011) e Regatas Corrientes (2012), ambos da Argentina, e Guaros de Lara (2017), da Venezuela, foram os intrusos.

A Liga Sul-Americana foi disputada em 24 oportunidades desde o seu início em 1996. Atenas de Córdoba, da Argentina, e Brasília são os dois maiores vencedores da competição com três troféus.

O JOGO – O primeiro quarto da decisão foi uma repetição do jogo de quinta-feira. O Botafogo começou com uma defesa muito agressiva, provocando erros do Corinthians e com eficiência no ataque. A equipe carioca fez 21 a 12 na parcial, abrindo nove pontos de vantagem. Cauê foi o destaque, com 10 pontos e 80% de aproveitamento nos arremessos de quadra.

O Corinthians voltou com uma marcação mais pressionada no segundo quarto. O problema é que o ataque cometeu muitos erros por precipitação. O Botafogo aproveitou e, com bolas seguidas no fim da parcial, fez 20 a 13 e foi para o intervalo com uma vantagem de 16 pontos: 41 a 25.

Na volta do intervalo, o Corinthians, liderado por Fuller, tentou reagir, mas seguiu cometendo muitos erros diante do Botafogo, que dominava o garrafão. E terminou o terceiro período com uma confortável vantagem de 14 pontos: 58 a 44.

Apesar da dianteira do time carioca, o começo do último quarto foi tenso. O Botafogo demorou mais de cinco minutos para pontuar, o que permitiu ao Corinthians a ficar a apenas seis pontos – 58 a 52. Até encerrou esse jejum, mas sofreu com o ótimo desempenho da defesa adversária. O empate veio a 2min24 do fim, em 60 a 60, com uma bandeja de Fuller.

A partir daí, o jogo ficou eletrizante e aberto. Mas lances livres convertidos por Jamaal, Diego e Du Sommer foram determinantes para que o time carioca conquistasse o título da Liga Sul-Americana.

Publicidade