Nowitzki celebra prêmio e lembra Kobe Bryant: ‘Seu legado vai durar para sempre’


Diante dos seus compatriotas, o alemão Dirk Nowitzki foi um dos premiados mais celebrados no Laureus, o ‘Oscar do esporte’, na noite desta segunda-feira, em Berlim. O ex-jogador da NBA faturou prêmio por sua carreira vitoriosa e contribuição ao esporte. Ao fim da cerimônia, na capital alemã, ele comemorou o feito, seu primeiro troféu do Laureus, e lembrou o amigo Kobe Bryant, vítima de um acidente de helicóptero no fim do mês passado.

“Quando ouvi a notícia, não acreditei. Pensamos que o site de notícias poderia ter sido haqueado. ‘Talvez não fosse verdade’. Mas poucas horas depois descobrimos que era verdade. Ficamos devastados e super tristes por ele e pela família, pela esposa e pelas outras filhas dele. Foi um momento muito difícil”, recordou o ex-jogador de basquete.

Na sua opinião, a trajetória do ex-jogador do Los Angeles Lakers será sempre lembrada. “Seu legado vai durar para sempre. E não apenas nos esportes. Muitas pessoas ao redor do mundo foram tocadas pela história dele, por seu trabalho duro, pelo esforço constante, pela ideia de nunca estar satisfeito. E essa inspiração vai durar para sempre.”

Emocionado, Nowitzki disse encarar o prêmio como um reconhecimento pela sua trajetória na NBA, que foi encerrada ao fim da temporada passada. Por 21 anos, ele defendeu as cores do Dallas Mavericks, seu único time na competição. Pela equipe, foi campeão, MVP e considerado o maior jogador europeu da liga norte-americana.

“Este é um grande momento para mim, um momento de emoções. Eu me aposentei há poucos meses e é claro que significa muito ter esse reconhecimento, esse respeito. Tenho orgulho da minha trajetória de 20 anos no Dallas e na seleção da Alemanha e nos trabalhos de caridade que faço, mais agora depois da aposentadoria”, declarou.

Olhando para trás, ele lembrou dos anos de profundo esforço para crescer na NBA. “Claro é preciso um pouco de talento, ajuda muito eu ser alto e ser de uma família que gosta de esporte. Em algum nível, todo mundo tem talento. Mas é preciso colocar muito esforço no trabalho. Eu tinha duas ou três semanas de folga durante o ano, nas férias. E logo voltava para a academia e para os treinos. Sempre me esforcei para me tornar um jogador melhor e uma pessoa melhor também.”

Nowitzki admitiu que ainda está se adaptando à vida pós-aposentadoria. “Estou tentando curtir mais a vida, minha família. Estou mais próximo dos meus filhos, então estou sempre tentando ensinar algo para eles, novas culturas, novos países. Viajamos bastante, esses dias até esquiamos juntos pela primeira vez. Ainda estou me encontrando nesta vida nova, depois da aposentadoria.”

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora