Débora Costa lamenta perda da vaga, mas cita reconhecimento

Americanense foi elogiada publicamente pela CBB por causa de seu desempenho no Pré-Olímpico


Titular da seleção brasileira de basquete feminino, a americanense Débora Costa lamentou a perda da vaga para os Jogos Olímpicos de Tóquio-2020, mas afirmou ter ficado “feliz” com reconhecimento que ela recebeu.

Na semana passada, a atleta foi elogiada publicamente pela CBB (Confederação Brasileira de Basketball) por causa de seu desempenho no Pré-Olímpico da França.

“Não foi como a gente queria coletivamente, é claro, mas a performance da nossa @deboracosta18 foi importante”, publicou a confederação nas redes sociais.

Receba as notícias do LIBERAL pelo WhatsApp. Envie uma mensagem para ser adicionado na lista de transmissão!

Foto: Fiba / Divulgação
Atleta é armadora titular da equipe comandada pelo técnico José Neto

No torneio, que terminou no último dia 9, Débora liderou em duas estatísticas: assistências, com 20, e roubadas de bola, com nove. Nenhuma outra jogadora do Brasil conseguiu essa proeza.

A equipe sofreu três derrotas em três partidas na competição e, portanto, ficou fora da próxima Olimpíada. Os adversários foram Porto Rico, França e Austrália.

“Todo reconhecimento é importante, e eu fiquei feliz com a repercussão. Mas, para mim, seria melhor ainda se tivéssemos conquistado a vaga”, disse a americanense, em entrevista ao LIBERAL.

Segundo Débora, apesar da desclassificação, o time evoluiu com o técnico José Neto, que assumiu o cargo em maio de 2019. Desde então, a seleção conquistou o ouro nos Jogos Pan-Americanos de Lima-2019 e, também no ano passado, faturou o bronze na Copa América.

“Eu queria destacar toda a equipe: as meninas, comissão técnica, fisioterapeutas, médicos, CBB, COB… Acho que todo mundo teve sua parcela de contribuição para o estágio que o Brasil atingiu. Esse trabalho vem sendo feito há sete meses, com muito foco e determinação de todos”, comentou.

Agora, a equipe já começa a pensar nas Olimpíadas de Paris-2024. “A seleção, agora, vai começar outro ciclo”, declarou a americanense. Ela também é armadora do Sesi Araraquara, que, a partir de março, vai disputar a LBF (Liga de Basquete Feminino).

Além da Capa, o podcast do LIBERAL

A trajetória do impasse em torno da lei municipal de incentivo ao esporte em Americana é o assunto desta edição do Além da Capa. Ouça:

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora