Atletas que venceram o Pan são homenageadas

Seis atletas que ganharam a medalha nos Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru, tiveram passagens pela ADCF Unimed


“Celeiro” do basquete feminino, Americana já desfrutou do talento de metade da seleção brasileira que conquistou o ouro nos Jogos Pan-Americanos de Lima-2019, no Peru. Seis atletas campeãs tiveram passagem pelo time americanense ADCF Unimed: Aline Cezário, Débora Costa, Clarissa dos Santos, Iza Sangalli, Patty Teixeira e Tati Pacheco.

Débora e Iza, que nasceram na cidade, foram homenageadas nesta terça-feira pela Unimed Santa Bárbara d’Oeste e Americana, no auditório da AMA (Associação Médica de Americana). Na ocasião, elas receberam flores e posaram para fotos com fãs.

Foto: Marcelo Rocha / O Liberal
Virgil Lopez, Débora Costa, Iza Sangalli e Adriana Santos

A homenagem também se estendeu para outros dois campeões pan-americanos: Adriana Santos, coordenadora da ADCF Unimed e gerente técnica da seleção, e Virgil Lopez, assistente técnico da equipe nacional. Os dois moram em Americana.

“A gente sempre forneceu jogadoras para a seleção brasileira. E, dessas 12 [que disputaram o Pan], seis passaram por aqui. Então, para a gente isso é motivo de orgulho”, disse Adriana.

Débora e Iza ingressaram no time americanense ainda quando eram crianças. “Tive um aprendizado muito grande. Dentro de quadra, sempre ensinaram muito sobre disciplina, determinação, ter coragem, superar os desafios”, declarou Débora, armadora de 28 anos.

Na AMA, as duas jogadoras também discursaram para meninas que estão nas categorias de base da ADCF Unimed. “É uma alegria muito grande ser um espelho para essas meninas”, comentou Iza, ala de 24 anos.

CENÁRIO ATUAL

Americana não tem equipe profissional feminina desde 2017. Atualmente, a ADCF Unimed conta apenas com as categorias Sub-12, Sub-13, Sub-14 e Sub-15. Os trabalhos possuem caráter social.

Segundo Adriana, a associação não dispõe de condições financeiras para a retomada de um time profissional. “É tudo muito caro”, afirmou. A equipe ainda perdeu, neste ano, o apoio da cooperativa Sicoob Unimais Bandeirante.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora