Após ouro, americanenses voltam à seleção

Débora Costa e Iza Sangalli vão participar do início da caminhada rumo aos Jogos Olímpicos de Tóquio, no próximo ano


Após o título dos Jogos Pan-Americanos, as americanenses Débora Costa e Iza Sangalli voltaram a figurar na lista de convocadas para a seleção brasileira de basquete feminino, nesta segunda-feira. Elas vão participar da preparação para a Copa América, torneio que abre a “corrida olímpica”.

O campeonato será entre os dias 22 e 29 de setembro, em Porto Rico, e é o primeiro passo do processo classificatório para os Jogos Olímpicos de Tóquio-2020. Os oito primeiros colocados garantem vaga no Torneio Pré-Olímpico das Américas, marcado para novembro.

Foto: Marcelo Rocha / O Liberal
As campeãs Débora Costa e Iza Sangalli estão de volta à seleção, depois da conquista do Pan

Depois, os quatro melhores dessa competição vão disputar um qualifying com equipes de outros continentes. O campeonato, agendado para fevereiro de 2020, vai contar com 16 times divididos em quatro grupos. Apenas o lanterna de cada chave ficará fora das Olimpíadas.

Num primeiro momento, o técnico da seleção brasileira, José Neto, convocou 18 jogadoras para um período de treinamentos. As atividades começam em 31 de agosto, no Rio de Janeiro.

Débora, armadora do Sesi Araraquara, e Iza, ala do Ituano, estão em alta. Elas ganharam medalha de ouro no Pan de Lima, no Peru. Outra americanense participou da conquista: a pivô Stephanie Soares, que não foi convocada nesta segunda por questões acadêmicas.

Ela joga no basquete universitário dos Estados Unidos, pela The Master’s University. Segundo José Neto, há outras atletas indisponíveis pelo mesmo motivo. “De qualquer forma, elas continuam em nosso radar, podendo estar presentes em futuras convocações”, disse, via CBB (Confederação Brasileira de Basketball).

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora