21 de janeiro de 2021 Atualizado 23:01

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Esporte

Al-Attiyah vence a 2ª etapa e Peterhansel vira líder do Rally Dakar nos carros

Por Agência Estado

04 jan 2021 às 12:49 • Última atualização 04 jan 2021 às 13:15

Tricampeão do Rally Dakar, o príncipe catariano Nasser Al-Attiyah está de volta à briga pelo título da edição de 2021, a segunda da história na Arábia Saudita. Depois de um começo discreto, o piloto árabe reagiu e venceu nesta segunda-feira a segunda etapa após disputa com o francês Stéphane Peterhansel e com o espanhol Carlos Sainz, outros dois gigantes do maior rali do mundo nos carros.

Ao final de 457 km de trecho cronometrado de uma especial de 685 entre as cidades de Bisha e Wadi Ad-Dawasir, melhor para Al-Attiyah, que venceu com 4h03min14s de tempo total, 2min35s na frente de Peterhansel, enquanto que Sainz, vencedor da primeira etapa, foi o terceiro colocado, ficando 9min17s de desvantagem para o catariano. O resultado alçou o francês para a liderança geral do Rally Dakar na categoria.

A maior parte da etapa desta segunda-feira foi percorrida em terreno de areia, tendo as dunas como cenário predominante e onde Al-Attiyah sobressaiu. “Foi um bom dia. Ontem (domingo) perdemos muito tempo, mas hoje (segunda) pisamos fundo, tudo saiu perfeito, não cometemos um só erro do início ao fim. Mathieu fez um grande trabalho e os pneus funcionaram perfeitamente. Ainda falta um longo caminho, mas estamos felizes porque o começo não foi ruim”, disse o vencedor do dia nos carros.

O francês Sébastien Loeb, eneacampeão mundial de rali, depois de ter sofrido com três furos nos pneus e muitos problemas na primeira etapa, foi outro que conseguiu reagir. Ele terminou o dia em sexto lugar.

Entre os brasileiros, depois de um excelente 11.º lugar na primeira etapa, Marcelo Gastaldi e Lourival Roldan fecharam a especial desta segunda-feira em 29.º. Já Guilherme Spinelli e Youssef Haddad, após terem enfrentado dois furos nos pneus no domingo, conseguiram encaixar uma boa especial para completarem na 23.ª colocação.

MOTOS – O espanhol Joan Barreda levou a melhor nesta segunda-feira entre as motos ao completar os 457 km em 4h17min56s, com 3min55s de vantagem para o americano Ricky Brabec, puxando uma dobradinha da Honda. Titular da Husqvarna, o chileno Pablo Quintanilla fechou o Top 3 do dia.

Dominante nesta segunda-feira, Barreda conquistou a 25.ª vitória em estágios do Rally Dakar, igualando o compatriota Marc Coma como o quarto piloto com mais triunfos em etapas da maior e mais dura prova off-road do planeta.

Com o resultado deste segundo estágio, Barreda tomou a liderança do Rally Dakar com 8h15min38s, 6min23s à frente de Brabec. O botsuano Ross Branch está na terceira colocação da classificação geral, seguido por Quintanilla e pelo francês Xavier De Soultrait.

Nos UTVs, o Brasil não foi bem nesta segunda-feira. Reinaldo Varela e Maykel Justo terminaram a etapa na sétima colocação, enquanto que Gustavo Gugelmin, que faz parceria com o americano Austin Jones, cruzou a linha de chegada em nono lugar. Na classificação geral, Varela e Justo ocupam a quinta posição, uma acima de Gugelmin.

A terça-feira reserva a primeira etapa em laço no Rally Dakar. Em torno da cidade de Wadi Ad-Dawasir vai ter um deslocamento de 227 km e trecho cronometrado de 403 km, totalizando 630 km neste terceiro estágio da competição.

Publicidade