27 de novembro de 2021 Atualizado 15:02

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Especial Educação

Happy Code: escola de tecnologia para crianças

Instituição tem a missão de formar nativos digitais através do letramento digital; são oferecidos onze diferentes cursos

Por Redação

13 dez 2020 às 11:00 • Última atualização 13 dez 2020 às 11:46

A Happy Code é uma escola de tecnologia e inovação para crianças de 6 a 14 anos, com a missão de formar futuros nativos digitais através do letramento digital. Baseada nos novos desafios do século XXI, o objetivo é que as crianças sejam capacitadas para lidar com a era digital, sem deixar de praticar os valores humanos.

Uma criança nativa em tecnologia, de acordo com a proprietária da Happy Code Americana, Denise Zerbeto, é um ser humano pensante, capaz de desenvolver um projeto que envolve diferentes áreas do conhecimento.

A proprietária Denise Zerbeto – Foto: Ernesto Rodrigues / O Liberal

Além disso, a escola visa formar os alunos como cidadãos, com foco na formação de caráter para ajudar o planeta.

Para isso, a instituição se baseia em um conteúdo focado em estimular o raciocínio, a criatividade, o pensamento crítico, a resolução de problemas, a comunicação e a colaboração.

“A maioria das pessoas não consegue encontrar uma solução para cenários com os quais se depara no mundo e acaba buscando algo que alguém já fez. Um nativo em tecnologia consegue criar uma solução baseada na Educação Stem, que envolve ciência, tecnologia, engenharia e matemática”, conta Denise.

Com conhecimentos interdisciplinares, as quatro áreas de conhecimento não são trabalhadas de forma isoladas. Desse modo, os alunos desenvolvem projetos que incluam as disciplinas de maneira lógica e integrada, o que permite que futuramente esses alunos sejam profissionais com requisitos que estão sendo procurados no mundo inteiro.

Instalações da escola Happy Code em Americana – Foto: Ernesto Rodrigues / O Liberal

A ciência é necessária porque estuda os fenômenos. A tecnologia cria soluções pontuais para os problemas. Já a engenharia utiliza essas soluções pontuais para construir uma grande solução para um grande problema. E por fim, a matemática dá credibilidade para todas as anteriores. “É isso
que a metodologia Stem proporciona”, explica a proprietária.

Além disso, na educação Stem o professor é mentor. Os alunos são auxiliados a refletirem e apresentarem caminhos e soluções para os
problemas. Assim, o aluno é autônomo no seu aprendizado.

A Happy Code oferece 11 cursos na sua formação regular. Através de uma plataforma de games, as crianças aprendem a desenvolver projetos sobre a ótica do Stem, de maneira prática e divertida.

Drones usados durante as aulas – Foto: Ernesto Rodrigues / O Liberal

Ao final da missão, os alunos precisam apresentar os projetos em um vídeo de três minutos, que precisam produzir e editar. Assim, os projetos são colocados em prática e eles aprendem a vender a ideia.

Todos os cursos da Happy Code estão alinhados com as normas e requisitos da BNCC (Base Nacional Comum Curricular) do MEC (Ministério da Educação). Confira:

  • loT Maker: Para a faixa etária de 7 a 14 anos, criativa e que gosta de soltar a imaginação desenhando, o curso trilha com base no movimento Maker – faça você mesmo, com programação e robótica conectando objetos à nuvem com recursos eletrônicos.
  • ScratchJr: Para crianças de 5 a 7 anos. Os alunos aprendem linguagem de programação visual projetada para pequenos, estimulando-os a criar e a se expressar através da programação de jogos interativos
  • Scratch 3.0: Para crianças de 7 a 10 anos. Os alunos aprendem conceitos computacionais relacionados à programação e ao desenvolvimento de jogos, usando as ferramentas Scratch 3.0 de maneira prática de divertida.
  • Youtuber: Voltado para a faixa etária de 7 a 17 anos, o curso oferece compreensão do universo Youtuber, como a criação de canal, manutenção e geração de conteúdo, edição de vídeo e trilhas, tratamento de imagens e, principalmente, o que pode ou não fazer na internet e como se proteger.
  • Desenvolvimento de Games 2D: Para a faixa etária de 7 a 17 anos. Os alunos aprendem a desenvolver games em um plano 2D, como Flappy Bird, Space Game ou Sonic, através das ferramentas Construct, RPG Maker e Unity 2D.
  • Desenvolvimento de Games 3D: Para a faixa etária de 7 a 17 anos. Os alunos aprendem a desenvolver games em um cenário 3D, como Top Gear, Mario Kart ou Minecraft, com as ferramentas Alice e Unity 3D.
  • Desenvolvimento de Apps: Para a faixa etária de 7 a 17 anos. Os alunos aprendem a desenvolver aplicativos para smartphones, com linguagem de programação e técnicas de Desing Thinking, utilizando ferramentas específicas.
  • Robótica com Lego: Voltado para a faixa etária de 6 a 17 anos que ama robótica, os alunos aprendem a desenvolver montagens, estruturas eletrônicas e desenvolvimento de projetos.
  • Programação: Voltado para crianças de 5 a 7 anos, que aprendem a lógica de programação lúdica e intuitiva com os robôs Dash e Dot, que promovem o pensamento computacional de forma divertida.
  • Digital Arts: Para a faixa etária de 7 a 17 anos. Os alunos aprendem
    modelagens e animações 3D para criação de personagens, objetos, cenários, animações, jogos e vídeos.
  • Robótica com Drones: Voltado para a faixa etária de 7 a 17 anos, os alunos aprendem sobre circuitos eletrônicos e lógica de programação, com apoio de projeto e montagem de drones.

Happy Code

Rua Heitor Penteado, 100 – Centro, Americana
Telefone: (19) 3648-0400
E-mail: americana@happycodeschool.com
Website: happycodeschool.com
Facebook.com/HappyCodeAmericana
Instagram.com/happycode_americana

Painel de Negócios: conteúdo patrocinado produzido pelo LIBERAL sob demanda para clientes. Entre em contato pelo comercial@liberal.com.br ou no WhatsApp (19) 99708-8831.

Publicidade