02 de dezembro de 2020 Atualizado 15:13

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

ELEIÇÕES 2020

Um terço dos candidatos de Americana não declarou bens à Justiça Eleitoral

Dos 517 candidatos da cidade, 151 afirmam ao Tribunal Superior Eleitoral não possuir nenhum patrimônio

Por André Rossi

29 out 2020 às 08:06

Um terço dos candidatos que disputam a eleição em Americana afirmam não ter nenhum patrimônio. O levantamento foi feito pelo LIBERAL a partir dos dados do DivulgaCand (Divulgação de Candidaturas e Contas Eleitorais), plataforma mantida pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Dos 517 candidatos a prefeito, vice e vereador na cidade, 151 não declararam nenhum bem à Justiça Eleitoral, o que representa 29,2%. Isso significa que a cada três candidatos, um não possui patrimônio.

O aumento percentual em relação ao pleito de 2016 foi discreto. Naquele ano, quando o município tinha 376 candidatos, 97 informaram que não possuíam bens, ou seja, 26%.

Dos nove prefeituráveis, apenas a ex-vereadora Lurdinha Ginetti (PT) não declarou nenhuma posse. Seu vice, José Fernando Alvetti (PT), também não possui nada em seu nome.

“Eu não possuo bens, somente a casa onde moro que consta na declaração do meu marido”, comentou Lurdinha.

Já entre os vereadores da atual Legislatura, Geraldo Fanali (PV) é o único que afirma não ter patrimônio. Apesar de ser proprietário de uma farmácia na cidade, ele explica que o prédio é alugado.

“A casa é da minha mulher. Eu só possuo um veículo que comprei esse ano, mas do resto não tenho nada, não. O imóvel é alugado. Não é meu, infelizmente”, brincou Fanali.

O suplente de vereador Pedro Peol (PV) também está no clube dos “sem bens”. “Tenho só um carro que comprei esse ano. Só entra na próxima declaração de renda”, comentou o candidato.

Na comparação entre os partidos, o Patriota é o que tem o maior número de candidatos sem nenhum bem: 13. A segunda posição é compartilhada entre três siglas: Avante, PSL e Republicanos, cada uma com 11 postulantes ao Legislativo.

A nível nacional, há cerca de 213 mil concorrentes no País que afirmam não possuir patrimônio, o que representa 38,8% do total de pouco mais de 549 mil candidaturas.

Publicidade