30 de novembro de 2020 Atualizado 11:50

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

ELEIÇÕES 2020

PT de Americana diz que vai acatar recomendação do MPE sobre campanhas

Partido é o único com candidato a prefeito a confirmar adesão às recomendações sanitárias dos promotores

Por André Rossi

21 out 2020 às 08:15

O PT de Americana confirmou via ofício na segunda-feira que vai acatar as recomendações do MPE (Ministério Público Eleitoral) sobre as medidas de prevenção ao contágio pelo novo coronavírus (Covid-19). Até o momento, é o único partido com candidato a prefeito a responder formalmente para a procuradoria.

Em documento enviado aos partidos no dia 14 de outubro, os três promotores da cidade orientam para que os candidatos evitem o contato físico com os eleitores e usem máscaras em qualquer ato de campanha, inclusive nas vias públicas.

Há ainda a orientação para que os políticos não promovam aglomerações e abram mão de distribuir “santinhos” físicos e material impresso, dando preferência ao “marketing digital”.

O presidente do PT em Americana, Francisco Silva, afirmou que o partido acatará todas as recomendações.

“Sabemos que muitas vidas foram ceifadas e necessitamos de que a sociedade americanense, através de suas instituições legalmente constituídas, devemos nos juntar e seguir as orientações, posto que defende o que temos de mais importante em nossa cidade: a vida de nossos concidadãos”, traz o ofício do PT.

A coligação “Americana Grande De Novo”, encabeçada pelo candidato a prefeito Rafael Macris (PSDB), diz que analisa as recomendações do Ministério Público e “vai se manifestar no momento oportuno”.

Já a coligação “Experiência para Americana avançar”, do prefeiturável Chico Sardelli (PV), disse que o enviará a manifestação dentro do prazo determinado de 20 dias.

“Reiteramos que temos seguido medidas de higiene e focado principalmente na divulgação online das propostas para Americana”, afirmou o grupo político.

A coligação “Americana para todos”, do vereador e candidato a prefeito Alfredo Ondas (MDB), diz que a campanha está adotando as medidas recomendadas “ao momento de pandemia”.

“Evitamos aproximação física, fazemos uso frequente de álcool 70% e máscara facial. Principalmente, estamos dando preferência as comunicações pelas redes sociais, sem promover o chamado impulsionamento que poderia sugerir abuso de poder econômico”, disse Ondas.

Publicidade