26 de novembro de 2020 Atualizado 10:00

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Eleições 2020

Maria Giovana e Rafael concentram arrecadação e gastos com campanha

Soma de receitas de candidatos a prefeito do PDT e PSDB é quase quatro vezes maior do que do restante dos concorrentes

Por João Colosalle

27 out 2020 às 08:21

Os candidatos a prefeito Maria Giovana (PDT) e Rafael Macris (PSDB) concentram a movimentação de recursos na campanha majoritária em Americana. Segundo informações do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), ambos arrecadaram R$ 1,2 milhão até o momento e somaram R$ 1,1 milhão em gastos.

Os números são parte da prestação de contas parcial que os candidatos têm que informar à Justiça Eleitoral. O primeiro prazo para detalhar as finanças de campanha se encerrou neste domingo.

No total, cada candidato a prefeito em Americana pode gastar até R$ 1,2 milhão – Foto: Editoria de arte / O Liberal

No total, cada candidato a prefeito em Americana pode gastar até R$ 1,2 milhão. O tucano Rafael Macris é quem mais se aproxima do teto, até então. Desde o início da campanha, em 26 de setembro, já foram gastos R$ 678 mil. A maior parte foi investida na confecção de materiais gráficos, como santinhos e folders e na produção de conteúdo em vídeo.

Ainda em relação ao tucano, a principal fonte de receita para a campanha têm sido, até agora, dois repasses do diretório nacional do PSDB, que somam R$ 450 mil. Rafael ainda conta com R$ 105 mil doados pelo vice-prefeito, o empresário Ricardo Molina (Republicanos), e R$ 25 mil pelo pai, o deputado federal Vanderlei Macris (PSDB). Outros R$ 30 mil foram investidos na campanha pelo próprio candidato.

A candidatura pedetista tem movimentações semelhantes à tucana. Até o balanço mais recente informado à Justiça Eleitoral, a campanha de Maria Giovana havia gasto R$ 611 mil. Deste total, R$ 60 mil foram justificados como pagamento ao marqueteiro João Miras. Outros R$ 60 mil são contabilizados para um escritório de advocacia da capital paulista.

Para bancar a tentativa de se eleger prefeita, Giovana conta, até então, com R$ 517 mil em doações. A maior parte tem como origem um repasse de R$ 500 mil do diretório nacional do PDT.

Os outros sete candidatos a prefeito de Americana investem em campanhas mais modestas. A arrecadação do grupo soma R$ 340 mil, com Kim (Solidariedade) e Chico Sardelli (PV) em destaque. As despesas dos sete também ficam bem abaixo de Rafael e Giovana – chegam a R$ 163 mil.

Google e Facebook
O investimento em impulsionamento de propaganda eleitoral em redes sociais tem sido uma das principais despesas das campanhas em Americana. Dos nove concorrentes à prefeitura, ao menos cinco já declararam ter gasto com publicidade digital no Google e no Facebook.

A maior parcela das despesas vem, justamente, dos candidatos que mais arrecadaram e gastaram até agora na campanha – Rafael Macris e Maria Giovana. Ambos pagaram, respectivamente, R$ 95 mil e R$ 50 mil para os dois sites ou por meio de subcontratações.

Chico Sardelli (PV), Kim (Solidariedade) e Talitha De Nadai (PSD) também registraram despesas, de menos de R$ 6 mil, com os dois gigantes da tecnologia.

A maior parte dos recursos foi gasto na rede social. Conforme mostrou o LIBERAL no domingo, o Facebook foi a empresa que mais faturou com as eleições municipais nestas três primeiras semanas de campanha, segundo dados do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Publicidade