Santa Bárbara e Piracicaba iniciam encenações

Tradicionais espetáculos religiosos ocorrem na Usina Santa Bárbara e no Engenho Central apresentando vida e morte de Cristo


Foto: Perico - Divulgação
Encenação teatral de Piracicaba é considerada uma das maiores do Brasil e ocorre até o próximo domingo no Engenho Central local

As apresentações públicas da 22ª edição do Espetáculo Via Crucis de Santa Bárbara d’Oeste começam nesta quarta-feira e seguem até domingo, no Novo Pátio da Usina Santa Bárbara, sempre às 20h, com entrada franca. Já a Paixão de Cristo de Piracicaba acontece até domingo, no Engenho Central de Piracicaba, sempre às 20h (na Sexta-feira Santa também haverá sessão extra diurna às 17 horas).

Em Santa Bárbara, o espetáculo terá narrativa conduzida pelos personagens Pôncio Pilatos, vivido por Almir Pugina, e sua esposa, Cláudia Prócula, interpretada por Bianca Monaro, trazendo os principais acontecimentos da vida de Jesus Cristo na Terra, com passagens que estimulam a reflexão sobre nossas ações e o impacto delas na vida de todos os nossos semelhantes.

Para recepcionar a plateia, uma verdadeira cidade cenográfica foi montada, com destaque para a caracterização de Roma antiga, presente nas cores e adereços cênicos. “A cidade é representada pelas colunas, estandartes, bandeiras vermelhas e pelo pretório de Pilatos. Tudo foi pensado para dialogar com a identificação visual do espetáculo e com a narrativa de 2019”, detalhou o cenógrafo Kaê Payão.

O Espetáculo é uma realização do Ministério da Cidadania, Governo do Estado de São Paulo e Prefeitura de Santa Bárbara d’Oeste e produção cultural 3Marias.

PIRACICABA. Realizada pela Associação Cultural e Teatral Guarantã, a Paixão de Cristo de Piracicaba teve apresentações iniciadas no domingo e segue o próximo final de semana. Nela, cerca de 200 pessoas, entre artistas e figurantes, dão vida aos personagens. A encenação conta com recursos como carruagens, bigas, soldados e cavalos.

Ao todo, são 56 cenas e 70 personagens vivendo as passagens bíblicas na margem do Rio Piracicaba e no meio da exuberante beleza do Engenho Central, antiga usina de açúcar da cidade, construída em 1881. O clima dramático da trilha sonora, efeitos cênicos e técnicos completam o espetáculo. Os ingressos para o espetáculo custam R$ 10 e podem ser comprados aqui.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora