Peça colaborativa discute como abordar a morte com crianças

Companhia teatral Arte-Móvel, de Santa Bárbara, abre à comunidade a produção de peça voltada nesta sexta-feira, a partir das 20h


Na estrutura convencional você escolhe uma peça, compra o ingresso – se ela não for gratuita – e vai ao teatro. Encerrado o espetáculo, deixa sua poltrona e volta para casa. Mas e se fosse convidado a participar do processo de construção e desenvolvimento dessa obra, tornando aquela produção viva e interativa além dos palcos? Essa é uma das propostas da Cia Arte-Móvel, de Santa Bárbara d’Oeste, que nesta sexta-feira traz para a cidade a palestra “Um Olhar Sobre a Morte”, com a psicanalista Cristina Marcondes. O evento começa às 20h, no CEU (Centro de Artes e Esportes Unificados).

O evento gratuito, voltado a discutir como abordar a morte com crianças, é o primeiro passo para a criação de uma peça de teatro infantil voltada a um público com faixa etária entre 6 e 10 anos. A iniciativa foi contemplada através do ProAc (Programa de Ação Cultural) Editais e também vai marcar os nove anos de atividades da Cia Arte-Móvel.

Foto: Marcelo Rocha / O Liberal
Companhia teatral abre à comunidade a produção de peça voltada à abordagem da morte no universo infantil

A palestra é aberta a toda a comunidade. Após esse encontro, será iniciado o processo interno de criação, entre direção e elenco, passando por instalações artísticas, apresentações de cenas, contos, leituras, dinâmicas e prática de linguagens. Nessa programação, haverá novos encontros abertos ao público, com oficina de canto, oficina de teatro de animação e ensaios abertos, ainda sem datas definidas. A estreia do espetáculo será em maio de 2019.

“A nossa companhia sempre buscou atrelar o teatro a temas importantes, pois acreditamos numa arte que deve transpassar o espectador, levar a reflexão e instigar o pensamento. Isso principalmente no teatro para crianças, que é o nosso foco de trabalho”, conta Lays Ramires, atriz e produtora da companhia.

Ela aponta que a pesquisa que precede o desenvolvimento da peça se embasa no lúdico e em elementos cênicos que dialogam com o universo da criança. “Não acreditamos numa arte que seja apenas entretenimento […] A criança já tem mil maneiras de entretenimento vago. No teatro, ela tem a chance de exercitar o imaginário, o senso crítico, a percepção de mundo e a relação como um todo”, reforça a atriz.

ACONTECE: A palestra “Um Olhar Sobre A Morte” ocorre a partir das 20h desta sexta-feira no CEU das Artes, localizado na Rua Argeu Egídio dos Santos, 100, Planalto do Sol 2. A entrada é gratuita.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!