‘Nói Que É Pobre’ é atração no Teatro Paulo Autran neste domingo

Apresentação do humorista Cléber Rosa é baseada no canal “Reclamação do Dia”, sucesso nas redes sociais


“Política hoje no Brasil é algo mais complicado de falar. O povo está muito descrente nela, então fazer piada acaba fazendo com que se torne mais leve e bem-humorado esse momento que o País está passando”. A frase é do humorista Cléber Rosa, que neste domingo traz para Americana a comédia stand up “Nói que é pobre”. O espetáculo acontece a partir das 20h, no Teatro Paulo Autran.

Em entrevista recente ao LIBERAL, Cléber contou que nasceu na pequena cidade de Cambuí (MG), com 29 mil habitantes, e que vem “de uma família guerreira e batalhadora do interior”. Ele começou a carreira no rádio atuando em programas humorísticos, época em que criou o quadro – hoje um canal nas redes sociais -, “Reclamação do Dia”.

Foto: Divulgação
Cléber Rosa faz sucesso com canal de humor com quase 600 mil seguidores no Facebook

Questionado sobre o sucesso do canal e os quase 600 mil seguidores no Facebook, ele contou: “A ficha caiu quando senti que não conseguia mais andar no shopping e nas ruas da minha cidade. Aí, vi que valeu muito a pena investir neste estilo de humor”. Avesso ao uso de palavrões, o comediante afirmou que sempre se baseou no jeito simples de contar piadas, desde os tempos de rádio; tiradas rápidas, respeitando o ouvinte e, hoje, os espectadores. “Aí, sempre quis seguir essa linha no meu canal e no meu show de stand up ‘Nói Que é Pobre’”.

A respeito do conteúdo do stand up, Cléber esclareceu que “as piadas são do cotidiano e sempre algumas coisas são de verdade mesmo, principalmente as coisas do interior”. À medida que foi vendo o projeto crescer, criou a sátira de “O Brasil Que eu Quero”, de onde saíram personagens caricatos, com características interioranas, como Chico da Tiana (que hoje faz campanha eleitoral fictícia em um de seus quadros) e o Priscilo.

O espetáculo nos palcos, disse o humorista, traz muito material baseado no canal, mas com interações. “Levo o personagem Chico da Tiana com piadas lá da Vila das Gerais, interagindo sempre com a plateia de forma respeitosa, porém divertida, além de contar histórias cômicas do meu casamento, as diferenças do rico e do pobre, e ainda conto uma história de forma muito engraçada da primeira vez que eu andei de avião”, resumiu.

ACONTECE: O stand-up “Nói Que é Pobre” será apresentado neste domingo, às 20h, no Teatro Paulo Autran, na Rua Belém, 233, Jardim Nossa Senhora de Fátima, Americana. Os ingressos custam entre R$ 25 (meia) e R$ 50 e podem ser adquiridos no Disk Ingresso (19) 99196.9798, na bilheteria do teatro ou no telefone 3478.9222. Com o bônus (recortando o anúncio do LIBERAL) custa R$ 30.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!