Espetáculo faz reflexão sobre laços familiares

Elenco de 'Além Do Que Os Nossos Olhos Registram' conta com Silvia Pfeifer, Priscila Fantin e Olívia Torres


As relações entre avós, mães e filhas são sempre intensas, marcadas por sentimentos muito profundos e, por vezes, confusos. A peça “Além Do Que Os Nossos Olhos Registram”, que será apresentada neste final de semana no Teatro Iguatemi, em Campinas, vai refletir sobre esses fortes laços. As três gerações de uma família serão interpretadas pelas atrizes Silvia Pfeifer, Priscila Fantin e Olívia Torres. A classificação indicativa é 12 anos.

Foto: Divulgação
Três Gerações. Autor fez várias entrevistas com mulheres para compor a história final da peça

A peça conta a história de Delfina, Violeta e Sofia, respectivamente avó, mãe e filha. A jovem Sofia (Olívia) tem uma relação conflituosa com a mãe (Priscila Fantin). O olhar provocador para o mundo dito feminino da mais jovem entra em colisão com as decisões de vida de sua mãe, uma mulher elegante e inteligente, mas que vive um casamento de fachada e acabou sendo sugada para dentro da vida do marido.

A avó Delfina (Silvia) surgirá aos olhos de Sofia como um modelo feminino alternativo àquele que encontra em sua mãe. Independente e dinâmica, a personagem tem forte identificação pelos direitos das minorias e luta contra o preconceito em suas diversas formas.

Fatos reais. A peça foi escrita por Fernando Duarte, autor de “Depois do Amor” e “Callas”. A ideia para o texto surgiu quando ele reencontrou uma amiga da época da escola durante uma apresentação em Brasília. Ela contou que havia sido expulsa de casa pela mãe aos 17 anos por conta de sua orientação sexual. As duas passaram oito anos sem se falar, e o contato só foi retomado quando a mãe teve câncer.

A partir desse relato, Duarte resolveu escrever sobre as relações familiares. Durante dois anos, ele entrevistou 20 mulheres de diferentes classes sociais para se sentir preparado a escrever a peça.

“Resolvi escrever sobre a fragilidade das relações humanas, as relações familiares, e também, sobre esses preconceitos que andam assombrando a vida de tanta gente. Conversei com muitas mães, muitas filhas, avós”, disse Duarte. “Me toca fundo a luta das mulheres tentando se firmar em um mundo ainda regido pelo machismo, a luta para tentar proteger seus filhos. A cobrança que elas sofrem todos os dias. É um olhar masculino sobre o universo feminino”.

Acontece. A peça “Além Do Que Os Nossos Olhos Registram” será apresentada neste sábado e domingo, às 21h e às 19h, respectivamente. Os ingressos custam entre R$ 40 e R$ 80. O Teatro Iguatemi fica na Avenida Iguatemi, 777, Vila Brandina, em Campinas. Informações pelo telefone 3294-3166.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!