25 de janeiro de 2021 Atualizado 22:17

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Televisão

Resposta positiva do público

Marcella Muniz valoriza boa repercussão da reta final de “Amor Sem Igual”

Por Caroline Borges / TV Press

08 jan 2021 às 16:19

O contato social ainda é bastante restrito em virtude da pandemia do novo coronavírus. Ainda assim, Marcella Muniz tem tido uma resposta calorosa, mesmo que à distância, do público desde a reestreia de “Amor Sem Igual”, da Record. A novela teve as gravações interrompidas em março, mas voltou ao ar no final de setembro.

“As pessoas falam que a trama é muito bacana. Isso é gratificante. As pessoas em produção, trabalhando. Isso é muito bom. Mas é um medo que paira no ar o tempo todo, estamos em um momento muito crítico. Seguimos tentando fazer o melhor”, explica Marcella.

Marcella voltará ao set de gravação; ela está escalada para “Gênesis”, próxima novela bíblica da Record – Foto: Divulgação

Na trama escrita por Cristianne Fridman, ela interpreta Sônia, secretária de Ramiro, papel de Juan Alba. Apesar de despertar a ira de Tobias, de Thiago Rodrigues, ela não tem medo de deixar bem clara sua opinião.

“Nessa reta final, a Sônia ficará bem. A abordagem da violência contra mulher, no meu personagem, do Paulo Reis e da Iara Jamra foi um ponto importante dentro da trama”, adianta.

Ao retornar aos estúdios, Marcella sentiu a diferença do famigerado novo normal por conta da pandemia. As gravações envolveram uma série de protocolos de segurança, como rodadas de testes, máscaras, distanciamento social e álcool gel.

“A adaptação foi bem complicada. Tiramos a máscara apenas para gravar. Foi difícil ensaiar assim, porque se perde muitas expressões, mas nada supera a nossa segurança e a saúde. Então, nos adaptamos. É isso que temos agora”, explica.

Em breve, Marcella voltará ao “set” de gravação. Ela está escalada para “Gênesis”, próxima novela bíblica da Record. Na produção, ela será Maresca e dividirá a personagem com a filha, Thaís Muller.

“Faço a segunda fase da personagem. Darei continuidade ao trabalho da atriz que sou mais fã: minha filha. Então, essa novela já é um presente. Poder dividir um personagem com ela é um privilégio”, vibra.

Raio X de Marcella Muniz

  • Nascimento: Em 26 de outubro de 1966, em Vitória, no Espírito Santo.
    Atuação inesquecível: “Apedrejamento da minha personagem na novela ‘Jesus’”.
  • Um momento marcante na carreira: “Sempre o agora”.
  • O que falta na televisão: “Mais séries, mas está a caminho”.
  • O que sobra na televisão: “Não sobra nada, é entretenimento, tem de atingir todos os gostos”.
  • Com quem gostaria de contracenar: “De novo com Laura Cardoso”.
  • Se não fosse atriz, o que seria: “Com certeza me dedicaria integralmente à gastronomia”.
  • Ator preferido: O americano Milo Ventimiglia.
  • Atriz preferida: Mandy Moore.
  • Novela preferida: “Vale Tudo”, da Globo, de 1988.
  • Vilão marcante: Odete Rotmain, interpretada por Beatriz Segall.
  • Personagem mais difícil de compor: A Judith de “Jesus”, da Record.
  • Que novela gostaria que fosse reprisada: “Dona Xepa”, da Record.
  • Que papel gostaria de representar: “Uma ‘chef’ de cozinha”.
  • Filme: “O Poderoso Chefão”, de Francis Ford Coppola. “Acabei de assistir pela décima vez”.
  • Diretor favorito: “José Luiz Villamarim, no momento”.
  • Uma mania: “De arrumação”.
  • Um medo: “De perder pessoas que amo”.
  • Projeto: “Ser feliz, com saúde e trabalhando muito”.

Publicidade