03 de março de 2021 Atualizado 23:13

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Destaque

Pablo Morais encara primeiro protagonista da carreira

Ator está na trama bíblica de “Gênesis”

Por Caroline Borges / TV Press

10 fev 2021 às 21:12

Pablo Morais está de fôlego renovado. A chegada da pandemia do novo coronavírus fez com que o ator repensasse vários aspectos da vida. Porém, em conjunto com esse período conturbado, intenso e pensativo, chegou uma oportunidade inédita para o ator. Após participar de tramas como “Segundo Sol”, “Velho Chico” e “Malhação”, o ator de 27 anos estreia como o protagonista Ninrode, de “Gênesis”, da Record.

Na história épica, Ninrode, papel de Pablo Morais, é o protagonista da terceira fase do folhetim Gênesis – Foto: Divulgação

O papel de destaque marca um novo momento na carreira de Pablo. “Estamos passando por momentos de tristeza, momentos em que estamos mudando a vida. O Ninrode me trouxe força de aceitar nossa missão na Terra, de corpo, alma e espírito. A referência viking me atraiu demais. O Ninrode é um arquétipo que qualquer ator de 27 anos amaria fazer”, vibra.

Na história épica, Ninrode é o protagonista da terceira fase do folhetim. Idealizador da Torre de Babel, ele é filho de Cuxe e Semíramis, interpretados por Marcelo Galdino e Francisca Queiroz. Exímio caçador, forte e destemido, ele se torna poderoso na Terra e almeja engrandecer seu nome ao projetar uma cidade e uma torre que chegue aos céus.

“Minha trajetória é de luta e superação, muito parecida com a de Ninrode. O personagem me fez crescer (como pessoa e ator). O Ninrode é sonhador, batalhador e não desiste do que ama. Ele quer deixar um legado, um recado de força, esperança e ser inspiração. Mostrar para as pessoas que elas podem fazer o que elas querem, apesar de qualquer coisa”, defende.

Para encarar o destemido guerreiro, Pablo fez aulas de luta, parkour, arco e flecha, lança e até aprendeu a construir tijolos. O ator ainda contou com o auxílio do historiador Maurício dos Santos durante o processo de preparação para viver o descendente direto de Caim.

“Vi todos os filmes, palestras e estudos sobres os primeiros povos do mundo, e Ninrode foi o primeiro rei da terra. Também busquei uma composição em parceria com o autor e o diretor para termos uma atmosfera só. Além disso, foram muitas e muitas leituras”, explica Pablo, que retornou aos estúdios seguindo todos os protocolos de segurança no combate à Covid-19. “É o novo normal. Como o figurino é bem pesado, ficou mais difícil com as máscaras. Mas fiquei feliz de estar fazendo arte em um País tão difícil. Tudo isso me deu forças e sou muito grato”, completa.

Antes de curtir sua participação em “Gênesis”, Pablo estava acompanhando a reprise de “Malhação – Viva a Diferença”, em que interpretou o aventureiro Deco. Na trama, ele era o pai biológico do filho de Keyla, de Gabriela Medvedovski. O projeto infantojuvenil projetou Pablo na televisão. “O Deco foi um personagem de ouro. Ganhamos o Emmy internacional com essa novela. Isso já é uma simbologia linda, tivemos uma conexão com o público da internet e os jovens. Foi gratificante. Tudo isso foi uma experiência linda como ator”, valoriza.

Publicidade