08 de agosto de 2020 Atualizado 20:21

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Cinema

Oscar 2020: entre surpresas e esnobados

Oscar define seus candidatos; ‘Coringa’, de Todd Phillips, lidera com 11 indicações, e Brasil está no páreo com ‘Democracia em Vertigem’

Por Danilo Reenlsober

14 jan 2020 às 08:05 • Última atualização 27 abr 2020 às 11:14

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood acabou com o mistério e anunciou na manhã de ontem os filmes indicados ao Oscar 2020, a maior e uma das mais importantes premiações do cinema mundial. “Coringa”, de Todd Phillips e um dos maiores sucessos de bilheteria no ano passado, lidera a disputa e concorre a 11 estatuetas, incluindo melhor filme, diretor e ator para Joaquim Phoenix, um dos favoritos.

Receba as notícias do LIBERAL pelo WhatsApp. Clique aqui e envie uma mensagem para ser adicionado na lista de transmissão!

Foto: Divulgação
O bem-sucedido “Coringa” é o campeão de indicações neste ano, concorrendo a 11 prêmios, incluindo filme e diretor

E mesmo que “A Vida Invisível”, de Karim Aïnouz, tenha ficado de fora da categoria de melhor filme internacional, o Brasil pode faturar seu primeiro Oscar da história na categoria de melhor documentário: “Democracia em Vertigem”, produção dirigida pela mineira Petra Costa e disponível na Netflix, foi uma das surpresas entre as indicações.

Foto: Divulgação
O documentário de fortes tons políticos de Petra Costa pode dar o primeiro Oscar ao Brasil

Entre as animações, mais surpresas. O natalino “Klaus” e “Perdi Meu Corpo”, outros dois filmes da plataforma de streaming, concorrem pela estatueta de melhor animação com “Como Treinar o Seu Dragão 3”, “Toy Story 4” e “O Elo Perdido”. “Frozen 2” ficou de fora e concorre apenas em canção original, com “Into the Unknown”.

Falando em Netflix, a plataforma lidera com folga a disputa pelo Oscar. Longas que levam o selo da produtora somam 24 indicações. “O Irlandês”, sozinho, concorre em 10 categorias, incluindo melhor diretor para Martin Scorsese, seguido de “História de um Casamento”, com seis indicações e “Dois Papas”, de Fernando Meireles, com três.

Foto: Divulgação
O triunfo de ‘O Irlandês” é a prova da força da plataforma Netflix no cinema atual

“Parasita”, filme vencedor da Palma de Ouro em Cannes no ano passado, emplacou seis indicações, incluindo o de melhor filme internacional, melhor filme e melhor diretor para Bong Joon-ho.

Ouça o “Além da Capa”, um podcast do LIBERAL

Apesar disso, a Academia não escapou das críticas por “esnobar” alguns nomes de destaque em 2019. Nas redes sociais, fãs ficaram insatisfeitos por Lupita Nyong’o não receber uma indicação a melhor atriz por seu papel em “Nós”, assim como Adam Sandler, que não ficou entre os cinco indicados a melhor ator – ele foi elogiado por sua atuação em “Joias Brutas”.

Foto: Divulgação
Adorado pela crítica, o “Parasita” é favorito para levar o Oscar de filme estrangeiro

Ainda segundo os fãs, outra esnobada foi a atriz Jennifer Lopez por “As Golpistas” e que acabou ficando de fora da categoria de melhor atriz coadjuvante. Greta Gerwig, que emplacou seu “Adoráveis Mulheres” na categoria de melhor filme, acabou ficando de fora na categoria de direção que, mais uma vez, é disputada apenas por homens.