Obras na Estação Cultural de Santa Bárbara têm início

Manutenção do complexo inaugurado em 2007 ainda vai contar com a realização da modernização do memorial da ferrovia


A Estação Cultural da Fundação Romi, em Santa Bárbara d’Oeste, iniciou na última semana a primeira revitalização de seu patrimônio cultural após 12 anos da sua inauguração, com a manutenção e pintura de todo o complexo cultural.

O projeto é apresentado pelo Ministério da Cidadania, por meio da Secretaria Especial da Cultura, e patrocínio da Indústrias Romi, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet), e é denominado “Preservação e Difusão do Patrimônio Ferroviário de Santa Bárbara d’Oeste”.

Foto: Fundação Romi / Divulgação
Segundo os responsáveis pelo restauro, objetivo é reavivar e preservar a história do espaço junto à população da cidade

O objetivo, segundo a fundação, é reavivar e preservar a história da Estação Ferroviária da Companhia Paulista de Santa Bárbara d’Oeste, inaugurada em 1917, e consolidar o equipamento cultural, que é considerado Estação Cultural, inaugurada em 2007.

“Serão investidos R$ 122 mil, destinados à realização de serviços de manutenção e conservação, com o propósito de prolongar o tempo de vida da edificação, seu bom funcionamento e uso. O projeto também prevê o reaparelhamento e modernização do Memorial da Ferrovia, bem como melhorias na acessibilidade de pessoas com mobilidade reduzida e pessoas com deficiência, com o intuito de difundir a história da ferrovia e sua importância para o desenvolvimento socioeconômico e cultural da cidade e região”, explica Vainer Penatti, superintendente da Fundação Romi.

O projeto expográfico do novo espaço traz uma narrativa fluida da estação, desde a chegada do ramal ferroviário, sua instalação, até a revitalização da edificação e sua conversão em um centro plural e multicultural.

A reinauguração está programada para 14 de julho. O site da Estação Cultural irá receber uma área dedicada à história do espaço, com uma linha do tempo, uma exposição virtual de objetos e referencial histórico.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora