‘O Irlandês’ é escolhido melhor filme por associação de críticos dos EUA – O Liberal

‘O Irlandês’ é escolhido melhor filme por associação de críticos dos EUA


O National Board of Review Annual Awards, organização de críticos dos EUA, celebrou O Irlandês como o melhor filme do ano em uma cerimônia em que Brad Pitt creditou a Bradley Cooper sua sobriedade, Timothée Chalamet elogiou as virtudes dos Irmãos Safdie e Adam Sandler, premiado como melhor ator, brincou com Robert De Niro. Apenas alguns dias após o Globo de Ouro e os prêmios do Círculo de Críticos de Cinema de Nova York, o National Board of Review reuniu muitas figuras habituais desta temporada de premiações na noite da última quarta-feira, em um jantar de gala em Cipriani, em Manhattan.

O mais significativo é que, desde domingo, vi Scorsese, Tarantino e os irmãos Safdie três dias seguidos e isso nunca mais acontecerá na minha vida”, disse, alegremente, Bong Joon-ho, diretor de Parasita, ao aceitar seu enésimo prêmio de melhor filme em língua estrangeira.

A cerimônia de premiação, cujos vencedores são anunciados com antecedência, geralmente garante momentos memoráveis nos discursos dos premiados e nas reuniões de apresentadores e vencedores. Uma Thurman, que tem uma história rica mas dolorosa com Quentin Tarantino, apresentou o diretor de Era Uma Vez Em… Hollywood como a pessoa mais influente em sua vida, além de seus pais e filhos.

Cooper, enquanto isso, deu a Pitt o prêmio de melhor ator coadjuvante. “Recuperei a sobriedade graças a esse cara”, disse Pitt ao subir ao palco. Pitt, que como Bong é considerado um favorito do Oscar, fez uma das declarações mais engraçadas da noite. Segurando seu troféu, ele disse que estava satisfeito em voltar para casa “carregando mais do que George Clooney”.

Outro que teve um momento importante foi Sandler, cuja performance em Joias Brutas, de Josh e Benny Safdie, foi elogiada como uma das melhores de sua carreira. Ele recebeu o prêmio das mãos da atriz e amiga Drew Barrymore.

Renée Zellweger recebeu o prêmio de melhor atriz por seu papel de Judy Garland em Judy. A gala terminou com Scorsese. Ao aceitar o prêmio de melhor filme, o diretor falou melancolicamente sobre o processo de anos que levou para fazer O Irlandês, com De Niro ao seu lado.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora